Neste sábado (3), mais um momento de dor e agonia foi registrado no mundo por conta do #Terrorismo. Após o atentado depois do show da cantora Ariana Grande, na cidade de Manchester, a Inglaterra voltou a viver dias tensos. #londres, a capital do país, foi atacada por atentados terroristas simultâneos.

Pelo menos sete pessoas morreram e cerca de 50 ficaram feridas, segundo as estimativas feitas neste domingo (4) divulgadas pelo governo inglês. As cenas do terror que a cidade viveu acabaram sendo repercutidas em todo o mundo e o governo britânico decidiu elevar os níveis de segurança no país - em relação ao terrorismo - para crítico.

Publicidade
Publicidade

Imagem em rede social mostraria homem-bomba com cilindro

Um flagrante divulgado nas redes sociais mostra o que está sendo chamado de "homem-bomba" por alguns veículos de comunicação. Não dá para saber se o flagrante foi manipulado nesse primeiro momento, mas aparentemente a foto é verdadeira e foi compartilhada por sites como o do jornal ‘’O Globo’’ e também da rede britânica BBC.

Policiais revelaram que mataram pelo menos três dos responsáveis pelos atentados terroristas que aconteceram na cidade. Além dos três criminosos, existem as sete pessoas que também teria falecido na ação.

Repórter do 'The Guardian' fez flagrante que viralizou no mundo

A foto que mostra o ‘’homem-bomba’’ teria sido tirada do lado de fora do pub Wheatsheaf, em Borough Market, uma das áreas próximas à London Bridge, que foi alvo do atropelamento ainda sob investigação da polícia.

Publicidade

É possível ver ainda no flagrante que, do outro lado da rua, um outro homem também parece ter sido alvejado. Ele está no chão. O registro divulgado na internet foi feito pelo jornalista Gabriele Sciotto, que trabalha para o ‘’The Guardian’’.

Jornalista que fez foto de 'homem-bomba' conta momentos de tensão

Em entrevista ao próprio veículo que trabalha, o fotógrafo contou que estava muito escuro quando tudo aconteceu, mas que era possível ver pelo menos três homens na rua. O fotógrafo conta que um estava afastado a pelo menos 20 metros do outro.

O profissional conta ainda que estava muito confuso diante dos acontecimentos e que demorou para entender que aquilo de fato fosse um atentado terrorista. Até a publicação desse artigo, nenhum grupo havia assumido a autoria do atentado em Londres. No entanto, quase sempre, esses ataques são reivindicados pelo Estado Islâmico.

Terrorista ainda estava vivo no momento da foto

O profissional da mídia contou que, no momento da foto, estava muito escuro, mas que pôde ver parte da ação. O repórter diz que tinham muitos policiais correndo atrás dos homens e que gritou para que eles parassem.

Em seguida, eles foram atingidos e mortos. "Eu pude ver que um deles ainda se movia. Havia sangue", disse ele. #Violência