Infelizmente, crimes acontecem aos montes - todos os dias - nas mais diversas partes do #Mundo. Um caso registrado na Índia chocou o mundo. Uma menor de idade, entre 17 e 18 anos, identificada como Akansha, teria sido estuprada. O caso aconteceu no estado de Uttar Pradesh, na cidade de Kanpur.

O #Crime registrado no último sábado (17) ainda se tornaria pior por conta de um detalhe. Akansha estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital. Debilitada, ela pouco pôde fazer contra os seu agressores. O crime ainda é investigado, mas, para a população da região, há pelo menos um culpado, os policiais que cuidavam da segurança da menininha.

Publicidade
Publicidade

Polícia tenta controlar multidão revoltada e acaba levando grande surra

Por conta do estupro [VIDEO], a população decidiu fazer uma grande manifestação em frente ao hospital. Logo, as coisas acabaram saindo de controle. A multidão não se controlava e policiais decidiram agir.

Eles apareceram com seus cassetetes e ameaçaram bater em quem continuasse a gritar contra o crime. Os moradores da região lembraram que os agentes deveriam zelar pela segurança da menina internada e, irritados, partiram para cima de pelo menos dois dos policiais.

Fotos deles apanhando circularam em diversos sites de notícias em todo o mundo. Um dos policias foi o que mais apanhou. Ele chega a levar chutes de um homem quando já estava caído no chão. As imagens, para muitos, são completamente perturbadoras.

Paciente diz que funcionário de hospital teria cometido o abuso sexual na UTI

A adolescente contou às autoridades como o crime teria acontecido.

Publicidade

Ela acusa um assistente de enfermagem do próprio hospital indiano de abusá-la sexualmente enquanto estava na Unidade de Terapia Intensiva da clínica pública.

A menina disse que a mãe dela, assim que foi transferida para a UTI, decidiu trocar suas roupas. No entanto, o tal assistente de enfermagem apareceu e disse que suas vestes precisavam ser trocadas.

A garota solicitou que o homem chamasse sua mãe ou uma enfermeira, mas ele não quis. O homem, então, a levou para o banheiro do hospital e ainda pediu que ela não ficasse constrangida diante dele.

O atendente de enfermagem começou a tirar a roupa da jovem, mas ela correu para a cama. Outro enfermeiro, vendo que a jovem estava agitada, deu uma injeção nela e fez com que a moça começasse a dormir. Foi nesse momento que o abusador aproveitou a situação e cometeu o estupro. Em seguida, sumiu da unidade.

Deixe o seu comentário. #Violência