O que mais se vê hoje em dia são pessoas mexendo em seus celulares a todo momento. Os smartphones se tornaram uma grande febre por todo o #Mundo, e a cada dia que passa, mais pessoas vão aderindo à febre dos telefones celulares, que, por sua vez, se encontram cheios de tecnologia e várias utilidades para o dia a dia.

Os smartphones vieram com o intuito de ajudar as pessoas, trazendo assim, uma certa facilidade de comunicação. Se antigamente era extremamente difícil o uso da internet longe de casa, hoje não, basta ter um "aparelhinho" desse que a "mágica" acontece. Ele possibilita estar conectado a todo momento, fazendo com que a pessoa possa usá-lo de uma forma bem positiva, trazendo grandes benefícios a seu favor, como poder resolver questões de trabalho, conversar instantaneamente com uma pessoa real etc.

Publicidade
Publicidade

Muitas são as vantagens, isso se usá-lo de forma positiva, o que não é o caso de alguns. Assim como há pessoas que usam os smartphones de maneira positiva, há também pessoas que os usam de uma maneira bem negativa, como, por exemplo, deixando-o atrapalhar grande parte do seu convívio pessoal. É o que se vê nesse caso, que não foi diferente e aconteceu de uma maneira bem inusitada.

Quem nunca se viu em uma roda de amigos onde todos estão ligados o tempo todo em seus aparelhos de celular? Isso é uma coisa normal hoje em dia, e infelizmente atrapalha a vida de muitas pessoas. Foi justamente o que aconteceu com Brandon Vezmar, que resolveu processar uma mulher após o encontro que tiveram não ter dado nada certo.

Vezmar, que mora no Texas, nos Estados Unidos, contou que, após conhecer a mulher na internet, resolveu convidá-la para ir ao cinema para assistirem "Guardiões da Galáxia 2".

Publicidade

Foi aí que toda essa história deu inicio.

Vezmar contou a um jornal local que, ao entrarem na sala do cinema para assistir ao filme, a mulher ficou o tempo todo conversando com outras pessoas pelo celular e ainda chegou a sair antes do filme acabar e não voltou mais. O homem ficou tão revoltado e inconformado com o acontecido, que resolveu processar a mulher, exigindo receber uma indenização no valor de US$ 17,31 (R$ 57), o equivalente ao valor do ingresso que ele havia pagado para ela.

A mulher contou que ele pediu a ela o dinheiro de volta, mas não o devolveu, porque foi ele quem a havia convidado para sair. Já Vezmar, por sua vez, se sente enganado, exige o seu dinheiro de volta e recorreu à Justiça para que possa ser indenizado pelo que a mulher fez a ele. O caso continua em andamento. #smartphone #Curiosidades