Um senhor de aproximadamente 71 anos de idade, após roubar um banco no ano passado, acabou virando notícia em todo o mundo. Engana-se quem pensa que ele se tornou conhecido pelo roubo. Na verdade, o motivo do roubo é que deu o que falar.

Por mais engraçado que possa parecer, ser preso era tudo que o homem de 71 anos queria naquela época, entendeu? Eu explico!

O homem chamado Lawrence John Ripple passou a ser conhecido mundialmente em setembro do ano passado quando entrou no Bank of Labor e entregou um bilhete à atendente que contia a seguinte frase: "Tenho uma arma, me dê o dinheiro". Prontamente a atendente entregou o montante de 2.924 dólares (cerca de 9.760 reais) ao idoso, que curiosamente se sentou no lobby do prédio para esperar a chegada dos policiais.

Publicidade
Publicidade

A verdadeira intenção revelada

No seu depoimento, Lawrence afirmou que o bilhete fora escrito na frente de sua esposa. E acrescentou que disse a ela que preferia a cadeia do que passar mais um dia em casa com ela.

A vida pacata de Lawrence

Lawrence não tinha nenhum antecedente criminal, tinha um relacionamento emocionalmente estável com sua esposa e tem quatro enteados. Tinha uma vida aparentemente tranquila, a não ser por alguns problemas de saúde que os defensores do idoso acabaram trazendo a público no tribunal.

A condenação e pena domiciliar

Após seus advogados pedirem sua clemência (ele poderia ter sido condenado a 37 anos de cadeia), alegando que Lawrence apresentava um quadro de depressão causado por uma cirurgia cardíaca que ocorrera coincidentemente na época do ocorrido #Crime, o juiz Carlos Murguia proferiu a sentença de seis meses de prisão domiciliar na terça-feira, 13 de junho.

Publicidade

O idoso também terá de cumprir 50 horas de trabalho comunitário e passará três anos em regime condicional. O juiz também decretou que ele pague ao banco 227,27 dólares (aproximadamente 750 reais).

Lawrence John Ripple e suas alegações

Ele disse que, após o ocorrido (assalto ao banco), iniciou um tratamento, passando a se tratar contra o terrível quadro de depressão em que se encontrava. Disse também que passou a se sentir bem outra vez.

Na saída do tribunal, o idoso, acompanhado por parentes e pela esposa, disse que jamais teve a intenção de causar medo na atendente daquele banco, pediu desculpas e disse estar profundamente arrependido.

A história de Lawrence acabou viralizando por sua peculiaridade, afinal não é todo dia que você fica sabendo que alguém cometeu um assalto via bilhete com o intuito de fugir de sua mulher. #Estados Unidos #Casos de polícia