Uma mãe deixou seu testemunho desesperado depois de perder a sua filhinha de 3 anos, inexplicavelmente. A mãe levou Daleyza Avila-Hernandez em uma clínica de cirurgia dental infantil para tratar os dentes. Porém, cerca de 30 minutos depois de a menina entrar no consultório, chegava uma ambulância e a mãe entrava em choque, quando percebeu que era a #Filha quem estava passando mal.

A menina acabou morrendo, após uma ida ao dentista, em uma clínica de Stockton, na Califórnia, nos Estados Unidos. O caso já está sendo investigado pelas autoridades americanas.

A mãe está em uma angústia incomensurável. Afinal, a menina saudável perdeu a vida, sem qualquer explicação.

Publicidade
Publicidade

A criança foi tratar os dentes e, no procedimento, ela iria arrancar dois e tratar outros dois. Para isso, ela precisou de #anestesia, e durante essa pequena cirurgia estiveram presentes o médico #dentista, um médico anestesista e dois assistentes.

O procedimento seria simples e quase de rotina. A clínica foi recomendado pelo médico da menina, de acordo com a mãe, Araceli Avila. "Tudo que fiz foi levar minha filha ao dentista, porque iriam tratar os seus dentes e, cerca de 30 minutos mais tarde, eles me deram ela sem vida", contou a mãe, desolada, em declarações citadas pelo jornal britânico Daily Mail.

A menina não esteve mais do que meia hora na cirurgia, quando já chegava uma ambulância. Na sala de espera, todos se assustaram, mas mesmo quando percebeu que a ambulância foi chamada para socorrer uma criança, Araceli nunca imaginou que era a filha quem estava em risco.

Publicidade

A única explicação que a mãe da menina escutou, até agora, foi que o coração de Daleyza parou durante o procedimento.

A informação foi dada por uma assistente, que sugeriu ainda que a menina poderia ter alguma doença, que não havia sido detectada anteriormente. Araceli ficou indignada, e diz que sua filha era "perfeitamente saudável". O administrador da clínica, David Thompson, contou que, em dez anos de atividade, nunca havia visto uma situação assim, ficando sem saber como lidar perante essa tragédia.

O Departamento de Polícia de Stockton está investigando a morte, mas não existe ainda nenhuma suspeita de crime. A suspeita inicial é que a morte pode sido causada pela anestesia, uma vez que existem crianças que podem ser mais susceptíveis aos seus efeitos nocivos, de acordo com o Daily Mail.

Nos Estados Unidos, são anestesiadas aproximadamente seis milhões de crianças todos os anos e nem todos os casos são de sucesso. Em março deste ano, Mykel Peterson, de 4 anos, morreu com a anestesia também no dentista, mas em Washington. No ano passado, Daisy Torres, de 1 ano, morreu após ser anestesiada para um procedimento que foi considerado desnecessário.