Uma #mãe matou suas duas #Filhas pequenas, deixando-as intencionalmente em um carro quente e sufocante, por mais de 15 horas, segundo a polícia. Amanda Hawkins, de 19 anos, do Condado de Kerr, no Texas, teria deixado as bebês Brynn, de um ano, e Addyson, de dois, no carro durante toda a noite, ignorando as meninas completamente. As crianças ficaram fechadas, sem comida ou água, chorando durante horas. Elas estavam inconscientes e em "condições graves" quando Amanda as encontrou, um dia depois, mas ela nem as levou logo no hospital e quando o fez já era demasiado tarde.

Como tudo aconteceu

De acordo com a polícia, Amanda deixou as meninas por volta das nove horas da noite de terça-feira, enquanto ela foi sair com um amigo de 16 anos, e se encontrar com outros, que estavam em uma casa, nas proximidades.

Publicidade
Publicidade

Brynn e Addyson choraram muito durante a noite, mas ela não se preocupou e não foi no carro uma única vez saber das meninas. Alguns amigos teriam lembrado a jovem para ela ir ver as bebês, mas ela não foi.

Alegadamente, um amigo de Amanda teria passado parte da noite dormindo no carro, mas não tirou as meninas, nem deu nada de beber ou comer para elas. A polícia acredita que a mãe abandonou deliberadamente as bebês, com a intenção de matá-las. O marido e pai das crianças, Isaac, não estava presente e não saberia de nada do que ela estava fazendo com as meninas.

Resgatadas 15 horas depois

Amanda tirou as meninas do carro ao meio-dia de quarta-feira, quando passavam 15 horas desde que as havia deixado ali, em um momento em que as temperaturas estavam altíssimas.

Publicidade

As duas bebês estavam já inconscientes quando ela as tirou. No entanto, com medo de ter problemas com a justiça, ela nem levou as filhas logo para o hospital. Só quando um amigo a ficou alertando que elas precisavam de ver um médico, é que ela as levou, já na quinta-feira.

As meninas ainda foram transferidas para um hospital maior, mas morreriam poucas horas depois de chegarem.

Detida por abandono

"Este é, de longe, o caso mais horrível de ameaça infantil que eu vi nos 37 anos em que eu trabalhei em casos de justiça", disse o xerife de Sherlock County, Jerholzer, em um comunicado. Amanda ainda tentou esconder o que aconteceu, mas a polícia investigou e esta mãe confessou ter deixado as suas filhas no carro quente.

Ela foi presa na quinta-feira e foi acusada de duas acusações de abandonar e pôr em perigo a vida das crianças, que acabaram morrendo. Ela está detida com uma fiança de 300 mil reais e, de acordo com o jornal Daily Mail, ela pode enfrentar até dois anos de prisão, se for declarada culpada.

Publicidade

Uma amiga de Amanda, Miriam Davis, se arrepende de não ter ligado para os Serviços de proteção das crianças, quando percebeu os maus tratos: "Eu hesitei tanto tempo porque não queria suas filhas no sistema de proteção, mas eu não sabia que elas iriam morrer".

#bebes