Quando o assunto é México, o presidente dos Estados Unidos Donald Trump não poupa ofensas. Durante campanha à eleição presidencial, por exemplo, disse que grande parte dos mexicanos em território estadunidense são traficantes, estupradores e bandidos de todo tipo. Inclusive, venceu a eleição com a promessa de construir um extenso muro entre as duas nações.

Embora os mexicanos sejam incapazes de barrar as atitudes de Trump, o advogado corporativo Antonio Battaglia e colegas, elaboraram um jeito criativo de retribuir as ofensas do republicano, ao criarem a marca de papel-higiênico Trump. As informações são da agência de notícias Associated Press (AP) – veja a manchete.

Publicidade
Publicidade

O produto, cuja comercialização ainda não está em vigor, terá na embalagem dois slogans referentes ao futuro muro entre a fronteira dos dois países, com os seguintes dizeres: "Suavidade sem fronteiras" e "Esta é a parede que, sim, pagaremos".

Conforme a AP, a produção do papel higiênico com o sobrenome do homem mais poderoso do mundo pôde ser concluída devido a um pequeno detalhe jurídico, ignorado pela equipe de Trump.

É que apesar do Instituto de Propriedade Industrial do México autorizar o sobrenome Trump em setores específicos como construção, hotéis, turismo, serviços imobiliários e financeiros, a organização Trump não se preocupou em cobrir o uso da marca nos produtos em espanhol, como o papel higiênico.

Publicidade

“A marca registrada da Battaglia para o papel higiênico Trump foi aprovada em outubro de 2015, de acordo com os registros do instituto”, explica a agência de notícias – imagem abaixo.

Comercializado ainda este ano

Battaglia avalia que a venda dos pacotes contendo quatro rolos cada, começarão no final deste ano. Ainda revela que 30% dos lucros serão destinados a ajudar programas de apoio aos migrantes.

O advogado salienta que já pagou cerca de 21.400 dólares para a confecção de dois caminhões de carga cheios do papel-higiênico Trump. Se o produto tiver uma boa recepção, ele conjectura aumentar a produção.

Procurado pela imprensa, o advogado da Organização Trump não respondeu às mensagens telefônicas ou os e-mails enviados. Porém, Battaglia ressaltou estar agindo dentro da lei mexicana como o titular da marca legal, sem vínculo direto entre o produto dele e Donald Trump ou sua imagem.

Tudo indica que o produto higiênico Trump será um sucesso de vendas, ao menos no México. #Mídia #Curiosidades #Viral