No início do mês, uma enigmática criatura, semelhante a um primata, gravada pelo celular de Jacob Gardiner, em uma isolada trilha do município de La Crescenta, Califórnia (EUA), assustou o norte-americano e repercutiu em jornais e emissoras dos Estados Unidos e da Inglaterra.

De acordo com o canal californiano KTLA 5, primeiro veículo a relatar o acontecimento e a entrevistar a testemunha, após observar o emblemático episódio, o Departamento de Peixes e Vida Selvagem da Califórnia emitiu um alerta – veja as manchetes.

Nele, funcionários da entidade ressaltaram que estão a investigar o inusitado animal, avaliado por eles como sendo “semelhante a um macaco”, captado em uma trilha de caminhada, próxima a rodovia 210 Freeway.

Publicidade
Publicidade

Segundo Gardiner, que trabalha na área onde a entidade foi observada, tudo aconteceu de repente, quando ele saiu para caminhar pelo local no horário do almoço.

"No início, eu ouvi um monte de ruídos estranhos nas árvores. Achei que era apenas alguns tipos de pássaros ou algo assim", disse à KTLA, na terça-feira (6).

Desconfortável com os barulhos à sua volta, ele confidenciou ter começado a gravar com objetivo de identificar a origem dos ruídos. Porém, admitiu não notar o monstrengo de imediato.

Somente ao verificar a filmagem pela segunda vez, Jacob Gardiner percebeu que não estava sozinho. Embora profissionais do Departamento de Peixes e Vida Selvagem da Califórnia especulem que seja um macaco de grandes proporções, o americano se limitou a descrever o que viu.

"Você definitivamente pode ver um tronco e quatro membros movendo-se e girando.É um tipo de movimento bastante óbvio", comentou.

Publicidade

Macaco?

Apesar dos funcionários do Departamento de Peixes e Vida Selvagem admitirem não saber exatamente que tipo de animal foi captado em La Crescenta, eles conjecturam a chance de ser um primata.

"Nós pensamos que é uma boa possibilidade que seja um tipo de macaco", relatou o porta-voz do departamento, Andrew Hughan, à emissora da Califórnia – foto abaixo.

Hughan ainda salientou que as pessoas correm perigo, pois os primatas são capazes de ferir mortalmente suas vítimas. “Eles podem facilmente matar ou machucar seriamente uma pessoa porque - se for um macaco - esse animal está com medo, com fome", acrescentou.

Embora não haja primatas na região, ele acredita que o animal vivia em cativeiro e acabou fugindo, ou foi solto pelos donos, que não conseguiram domesticá-lo.

“As pessoas importam os animais como animais de estimação exóticos ilegais.

Publicidade

Mas o que acontece é que os animais podem ficar fora de controle e eles escapam ou ficam muito indisciplinados e os proprietários simplesmente [os soltam] ", disse Hughan.

Por enquanto, funcionários advertem para os curiosos não entrarem na mata à procura da criatura. Até momento, ela continua solta.

#Mídia #Curiosidades #EUA