Na última sexta-feira (9), promotores da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, divulgaram vários vídeos onde um assassino em série confessa sete homicídios, bem como o momento em que os policiais cortaram um cadeado para resgatar uma das vítimas que havia sido presa dentro de um container de metal por dois meses pelo acusado.

O assassino, identificado como Todd Kohlhepp, se declarou culpado no mês passado por matar sete pessoas na Carolina do Sul e raptar uma mulher, identificada como Kala Brown, de 30 anos. Ela foi presa dentro de um contêiner depois do acusado assassinar seu namorado, identificado como Charlie Carver.

Segundo informações, durante esses dois meses que a vítima esteva presa, ela foi abusada sexualmente por Kohlhepp todos os dias.

Publicidade
Publicidade

Em um vídeo divulgado pelas autoridades e transmitido por vários meios de comunicação, a mulher é vista com uma grande corrente amarrada em seu pescoço quando é regatada.

Enquanto um oficial utiliza um alicate para cortar a corrente, outro pergunta a ela: "Você sabe onde está o seu amigo?" "Charlie? Ele atirou nele", diz a vítima para os oficiais. "Quem fez?" O oficial pergunta. "Todd Kohlhepp atirou em Charlie Carver três vezes no contêiner, envolveu-o em uma lona azul, colocou-o na pá do trator e me trancou aqui. Nunca mais o vi. Ele diz que Charlie está morto e enterrado. Ele diz que há vários mortos com os corpos enterrados aqui", diz Kala.

Veja o momento em que a vítima é regatada:

Segundo informações divulgadas por meios de comunicação, a polícia encontrou ao todo três corpos na propriedade de Kohlhepp depois de resgatar Kala em novembro de 2016.

Publicidade

Uma vez em custódia, Kohlhepp confessou ter matado outras quatro pessoas em um tiroteio na Carolina do Sul, em 2003, um caso que ficou sem solução por 13 anos.

Em outros vídeos divulgados pelos promotores, Kohlhepp conta com detalhes para as autoridades sobre como assassinou cada uma das sete vítimas. Nas imagens, o homem parece calmo enquanto conversa com os investigadores sobre os crimes.

Como parte de seu acordo com as autoridades, Kohlhepp foi autorizado a dar dinheiro a sua mãe de suas contas bancárias antes de confessar os crimes. Quando perguntado sobre a #Morte de um casal na loja de motocicletas, Kohlhepp se gabou de quão rápido ele matou às quatro vítimas, oferecendo uma descrição de cada tiro disparado.

"Era um grande edifício. Limpei esse prédio em menos de 30 segundos. Desculpe, mas vocês estariam orgulhosos", disse ele. Perguntado se alguma das vítimas pediu para ser poupada, Kohlhepp disse que não conseguia se lembrar.

Ele também revelou aos detetives que assassinou outro casal, identificado como Johnny Coxie, de 29 anos, e Leigh McCraw-Coxie, de 26 anos, em dezembro de 2015. #Crime #Investigação Criminal