O Fundo Amazônia foi criado em 2008 e tem como finalidade captar doações em ações de preservação, monitoramento e combate ao #desmatamento da floresta. Seus maiores doadores são a Noruega, que já doou R$ 2,8 bilhões, e a Alemanha, que já fez a doação de R$ 60,7 milhões.

Entretanto, após se ter evidenciado uma redução no ritmo do desmatamento da Floresta Amazônica por alguns anos, em 2016 o desmatamento cresceu 30%, sendo o pior resultado desde o ano 2008.

Anúncio de Redução de 50% do Repasse

Na última quinta-feira, 22, enquanto o presidente Michel Temer (PMDB) estava em viagem oficial na Noruega, o governo norueguês anunciou o corte de 50% dos recursos destinados ao Fundo Amazônia.

Publicidade
Publicidade

A primeira-ministra, Erna Solberg, mostrou preocupação com o aumento do desmatamento no Brasil e ainda mencionou que "existem forças no País que querem enfraquecer as leis ambientais e reduzir áreas sob proteção”. Vale lembrar que na segunda-feira, 19, Temer havia vetado integralmente uma medida provisória que transformaria 486 mil hectares da Floresta Nacional (Flona) do Jamanxim, no Pará, em APA (Área de Proteção Ambiental). Nas APAs são permitidas atividades rurais e propriedades privadas.

No entanto, muitos acreditam que a atitude de Temer teve como único objetivo proteger sua imagem às vésperas da viagem à Noruega, e que o conteúdo da medida provisória possa ser retomado posteriormente em novo projeto de lei.

O ministro do Meio Ambiente do Brasil, Sarney Filho, afirmou que a culpa pelos resultados negativos era do governo de Dilma Roussef (PT), e que os dados sobre os desmatamentos já apresentavam sinais positivos.

Publicidade

Entretanto, o ministro ressaltou que "só Deus" poderia garantir a redução do desmatamento.

Corte total

O governo norueguês alertou que pode suspender totalmente os repasses caso o Brasil não cumpra as metas de redução do desmatamento. Para 2017 a meta é de 50% de redução.

Desta forma, caso a atual situação de crescimento do desmatamento não for revertida, existe a possibilidade de que os cortes dos repasses ocorra já em 2018.

Projetos apoiados atualmente

De acordo com o site oficial do Fundo Amazônia, existem 89 projetos apoiados (dados de 31/05/2017), que se beneficiam das contribuições feitas pela Noruega.

Segundo o ministro interino da Agricultura, Eumar Novacki, "Esses projetos são desenvolvidos em todo território da Amazônia, beneficiando comunidades indígenas, beneficiando as comunidades locais que vivem do extrativismo. Nós temos projetos na área também de tecnologia, onde organismos como o Inpe, por exemplo, tem condições de desenvolver seu trabalho de monitoramento do desmatamento". #amazonia