A imaginação humana criou ao longo dos séculos seres mitológicos com, ao mesmo tempo, características de seres humanos e características de animais, como a sereia (metade mulher e metade ave - na tradição grega antiga - ou metade peixe), o Minotauro, humano com características de touro, e o centauro, homem da cintura para cima, cavalo da cintura para baixo.

Um acontecimento em Lady Frere, vila da Província Oriental do Cabo, na África do Sul, pareceu saído das páginas de um livro de mitologia grega e espantou os pacatos habitantes locais. Uma #ovelha deu à luz a uma criatura estranha com certa semelhança com um ser humano.

Publicidade
Publicidade

A foto do animal espalhou-se e causou alarido e pânico entre os cidadãos, alguns dos quais atribuíram o desconcertante acontecimento à prática de bestialidade e bruxaria. Um dos habitantes da vila, por exemplo, declarou que os anciães do local, ao verem o ser, afirmaram que se tratava de uma criação do demônio produzida através do sexo entre um homem e uma ovelha. Segundo este indivíduo, muitos membros da população local só ficarão tranquilos depois que a criatura tiver sido queimada. Para debelar o pânico, o Departamento de Desenvolvimento Rural da Província Oriental do Cabo enviou especialistas para examinar o caso e determinar suas causas.

Lubabalo Mrwebi, diretor dos serviços veterinários, admitiu que não se trata de um boato a existência da criatura e que a foto amplamente compartilhada dela não é uma montagem ou algo parecido, mas, afirma o especialista, o animal não é parte humano apesar de algumas semelhanças.

Publicidade

Trata-se, explica, de um animal natimorto, muito deformado devido à contaminação por um vírus durante sua formação. A deformação, concorda, lhe dá uma aparência que lembra um pouco a forma humana, mas existe uma explicação ao mesmo tempo simples, perfeitamente lógica e natural para o acontecido. Segundo Mrwebi, o demônio nada tem com o assunto. A verdade é que o período em que se estima ter sido concebido o estranho animal foi marcado por abundantes chuvas, que atraem os mosquitos que servem de vetor para a doença que se pensa ter sido responsável pela má-formação da ovelha, cuja mãe deve ter sido picada por um mosquito contaminado. Uma vez no sangue da mãe o vírus deve ter se infiltrado no útero da ovelha e contaminado a cria, que estava nos estágios inicias de sua formação e acabou ficando deformada e morrendo antes de nascer, explica Mrwebi.

Os especialistas estão fazendo um exame pós-morte do polêmico animal e, assim que os resultados estiverem prontos, comunicá-los-ão à assustada população da vila de aproximadamente quatro mil habitantes. #Bizarro