Um #Pai foi acusado de assassinar o #filho de 5 meses e de ferir uma outra criança, após um ataque brutal. Daniel McLaren, de 29 anos, de Berkshire, na Inglaterra, foi detido pela polícia depois que seu filho Jack foi declarado morto no hospital, no domingo (4).

Nesta quinta-feira (8), ele apareceu no tribunal, acusado de assassinato do bebê. Os detetives que prenderam McLaren, depois de serem alertados para o suspeito por duplo ataque, também prenderam uma mulher com suspeita de causar ou permitir a morte da criança e suspeita de causar danos corporais graves a uma outra criança.

O incidente está sendo investigado pelo Departamento de Proteção de Pessoas Vulneráveis ​​da Polícia de Tamisa, na Inglaterra.

Publicidade
Publicidade

McLaren apareceu perante os magistrados e ficou sob custódia, sem direito a fiança, que nem foi pedida.

O caso é demasiado grave e dificilmente algum juiz concederia essa possibilidade de saída da cadeia par o acusado responder ao processo em liberdade. O pai só esteve presente ao juiz por uns dez minutos, de acordo com o jornal Daily Mail, quando confirmou, em lágrimas, alguns dados como nome, endereço e idade.

O bebê que morreu foi identificado pelos vizinhos como Jack McLaren. A criança que ficou ferida não foi identificada para sua proteção, a pedido dos magistrados. Um porta-voz da polícia pode confirmar, no entanto, que essa criança não corre risco de morte e está se recuperando no hospital.

A polícia só foi chamada na casa dessa família quando a morte do bebê Jack foi declarada. Uma equipe de especialistas em ciência forense realizou uma busca detalhada por todos os quartos, se iniciando logo uma investigação a um possível assassinato.

Publicidade

Apesar de um patologista realizar um exame post-mortem no corpo do bebê, a polícia se recusou a comentar a causa de sua morte.

Daniel McLaren foi levado da cadeia para o tribunal, onde escutou as acusações que terá que responder em um julgamento futuro. O juiz Nicola Buchanan disse a McLaren: "Você foi acusado do assassinato de seu filho Jack McLaren e causou danos corporais graves com intenção (em outra criança). Não há pedido de fiança neste momento e você aparecerá amanhã [sexta-feira, 9] no tribunal de Reading".

Um porta-voz da Polícia do Vale da Tamisa disse que uma mulher de 28 anos presa por ajudar ou permitir a ação de McLaren foi solta, após pagamento de fiança, até ao dia 5 de julho, enquanto as investigações são realizadas.

Daniel McLaren trabalhava para uma empresa de construção de casas, no Oeste de Berkshire, e era pai de três filhos. #Bebê