Um bebê de apenas 10 meses foi baleado até a morte, quando estava na rua com o seu #Pai. O incidente aconteceu fora de um complexo de apartamentos, em Houston, no #Texas (Estados Unidos), na quarta-feira (14). O pequeno Messiah Justice Marshall estava com o pai quando três homens começaram a atirar no parque de estacionamento.

O pai do menino, de 22 anos, diz que não reconheceu nenhum dos atiradores. A polícia procura agora por três homens negros, que teriam por volta dos 20 anos.

O incidente foi trágico, quando esse pai estava na rua ensinando seu filho a dar os seus primeiros passos. O homem levou o menino para uma caminhada, enquanto que a mãe do bebê ficou em casa, tirando um cochilo.

Publicidade
Publicidade

Um momento entre pai e filho que terminou da pior maneira, quando três homens começaram disparando suas armas, se desconhecendo quais as razões para fazerem uma coisa como essa. A polícia iniciou a investigação, mas ainda não foi revelado se eles estavam fugindo de alguém, se o pequeno Messiah foi apanhado no meio de um incidente, ou se eles estavam mesmo tentando atingir o pai do bebê.

De acordo com a imprensa americana, o pai chegou chorando em um posto de combustíveis, com o bebê nos braços. O homem gritava pedindo ajuda. "Alguém atirou no meu bebê", disse o pai, desesperado após esse incidente trágico. Várias pessoas assistiram ao momento de dor desse homem, que ficou destroçado.

Supostamente, o homem começou a correr com o bebê assim que o primeiro tiro foi disparado. No entanto, o menino foi mesmo atingido e os ferimentos se revelaram fatais.

Publicidade

O sargento Mark Holbrook disse que pelo menos um dos homens puxou uma pistola e começou a atirar no parque de estacionamento. Porém, é ainda muito cedo para eles revelarem mais detalhes sobre esse homicídio.

A mãe do bebê Messiah, Aliyah Scott, estava dentro de seu apartamento quando o tiroteio ocorreu. "Eu estava prestes a tirar um cochilo. Ele estava com o seu pai e foram deixar o lixo, lá fora", revelou a mãe, em declarações para o jornal Eyewitness News. Aliyah ainda correu na janela e viu os homens, que descreveu como "muito altos", mas também ela disse não os conhecer.

O avô do menino, Willie Mason, disse à ABC13 que Messiah era uma criança encantadora e que estava sempre sorrindo cada vez que alguém olhava para ele. "Ele era apenas o bebê mais doce que você quer ver. Você toma uma vida inocente... isso é covarde".

A família e amigos criaram uma página de angariação de fundo, para recolherem dinheiro para ajudar os pais do menino. Até ao momento, já conseguiram recolher o equivalente a R$ 8 mil. #Bebê