Os drones são um novo fenômeno que estão sendo usados para fazer entregas. No entanto, está tudo ainda em uma fase inicial, faltando ainda muitos testes para que fique comprovada sua verdadeira utilidade, e também algumas leis para regularem onde eles podem ou não podem atuar.

Enquanto não fica tudo concretizado, são várias os presos que já estão usufruindo das funcionalidades dos drones. De acordo com o jornal norte-americano USA Today, os aparelhos são a nova forma de fazer chegar contrabando para dentro das #cadeias. Esse esquema leva desde #drogas ate vídeos íntimos para os detentos.

É bem conhecido de todos que as novas tecnologias trazem coisas boas e outras nem tanto.

Publicidade
Publicidade

Os drones também parecem ter uma outra funcionalidade mais ilícita do que a de fazer filmagens ou entregas rápidas.

Algumas cadeias já perceberam que os drones estão sobrevoando os terraços das prisões americanas, largando as mais variadas coisas a que os detentos não têm normalmente acesso. O Departamento de Justiça americano declarou que existiram inquéritos de "mais de uma dúzia de tentativas de transporte de contrabando - incluindo telefones celulares, drogas e vídeos eróticos - em prisões federais nos últimos cinco anos".

Os especialistas dizem que não está sendo fácil proteger as cadeias contra os drones, que podem até transportar itens mais perigosos, como armas de fogo. Isso pode causar ainda mais rebeliões dentro das cadeias, até porque de outra maneira é muito difícil que uma arma entre nas prisões americanas.

Publicidade

"Os drones civis estão se tornando mais baratos, fáceis de operar e poderosos. Um número crescente de criminosos parece reconhecer seu valor potencial como ferramentas para ações ruins", disse Troy Rule, advogada especialista na legislação de drones e professora de direito no Arizona.

Apesar de o contrabando ser totalmente proibido nas cadeias, a verdade é que não existe ainda nenhuma lei proibindo os drones de voarem perto das instalações penitenciárias. Justin Long, porta-voz de uma cadeia, disse: "A ameaça representada por drones para introduzir o contrabando na prisão e por outros meios está aumentando".

Ele garantiu, no entanto, que estão trabalhando com o Departamento de Justiça para desenvolverem novas medidas para impedirem que isso aconteça.

Uma das medidas que poderia impedir os drones é a introdução de um sistema que encontra o sinal dos aparelhos e os desativam, impedindo assim os traficantes de tentarem contrabandear o que quer que seja para dentro das cadeias. Isso já foi testado, com sucesso, no Reino Unido e poderia ser uma das medidas a ser introduzidas.

No passado, os detentos recebiam contrabando através de seus visitantes, mas esse esquema estava cada vez mais vigiado e, por isso, os drones permitem a introdução de objetos bem maiores e até mais perigosos, como são as armas de fogo. #Drone