As prisões de todo o mundo podem esconder verdadeiros problemas assustadores. Não é diferente na penitenciária de Joanesburgo, na África do Sul. O local virou notícia por conta de uma "festinha" animada. Conhecida por "hospedar" os presos mais perigosos daquele país, a cadeia recebeu uma visita, no mínimo, inusitada. Um grupo de strippers apareceu na última quarta-feira (21) e decidiu animar um pouco o recinto, que é conhecido por ser muito triste e manter homens em constante isolamento. O caso repercutiu aqui no Brasil nesta terça-feira (27), através da coluna 'Hora 7', vinculada ao portal de notícias R7.

Fotos de festinha na prisão com mulheres seminuas gera revolta

Não demoraria muito para que o assunto virasse alvo das redes sociais.

Publicidade
Publicidade

Fotos que mostram os presos muito felizes com as mulheres seminuas geraram uma verdadeira revolta. Alguns disseram que quem trabalha e se mantém na lei não tem tamanha regalia, mas que os homens infratores e perigosos tinham um verdadeiro motivo para comemorar. "As coisas estão muito loucas mesmo", chegou a dizer um internauta revoltado com o fato das fotos terem viralizado na internet e até agora nenhum responsável pelo episódio ter sido encontrado ou punido. A apresentação do grupo de strippers ocorreu em pleno pátio da prisão, onde os presos costumam tomar banho de sol.

Mulheres fazem presos se divertirem e sensualidade ganha até selfies na cadeia

As mulheres foram preparadas para o ato, mostrando que tudo foi premeditado e que elas eram verdadeiras profissionais. Algumas dançavam de botas e completamente sensuais à frente de um grupo grande de criminosos, que estão pagando por suas penas.

Publicidade

Apesar da situação parecer bizarra, até mesmo aqui no Brasil algo parecido já ocorreu. Na época em que ainda existia o Carandiru, Rita Cadilac se apresentou muitas vezes para os presos do local, que chegou ao fim e foi demolido após a maior chacina já realizada em um complexo penal brasileiro. No caso da prisão da África do Sul, o que chamou ainda mais a atenção é o fato dos presos terem feito selfies com as dançarinas. Em algumas das fotos espalhadas na internet, as strippers fazem carinho nos rapazes e até tentam tirar a roupa deles.

Punição deve ser anunciada

Além dos presos, cerca de treze guardas também aparecem nas imagens. Eles não pareciam atentos aos detentos. James Smalberger, comissário do departamento do governo que fiscaliza e comanda as prisões na África do Sul, informou que esses treze guardas podem ser suspensos devido ao absurdo. #Crime