Um #Incêndio no prédio residencial Grenfell, zona oeste de Londres, Inglaterra, nesta quarta-feira (14), destruiu 24 andares e 120 apartamentos, além de deixar mortos e #feridos. Pelo menos 50 pessoas estão sendo atendidas em cinco diferentes hospitais da região.

A chefe de bombeiros, Dany Cotton, disse que "confirma seis mortes até o momento, mas esse balanço deve aumentar durante a operação de resgate ao longo dos dias". A unica certeza é a de que o dano foi imenso.

Os bombeiros foram chamados por volta das 1h15 local (21h15 de terça em Brasília). O #Fogo se espalhou com rapidez, atingindo do 2° ao 24° andar, mesmo contando com uma força tarefa de 200 bombeiros e 40 caminhões.

Publicidade
Publicidade

O fogo fez muitas vítimas e causou bastante destruição.

Foram enviadas ao menos vinte ambulâncias aos arredores do edifício, que está localizado entre os bairros de Kensington e Notting Hill. Cerca de 500 pessoas moravam no local. O edifício fica a 2,7 km da residência do príncipe Willian e da sua mulher, Kate Middleton.

Morador afirma que alarme não tocou

Um morador do prédio afirma que o alarme de incêndio não tocou. Testemunhas disseram que era possível ouvir os gritos de terror e pedidos de ajuda vindos do edifício. As cinzas se espalharam em um raio de 100 metros do prédio e uma quantidade imensa de fumaça tomou conta da região, que podia ser vista a quilômetros de distancia. Vários moradores saíram do prédio vestindo pijamas (roupas de dormir).

Segundo testemunhas, algumas pessoas pularam do prédio e, aparentemente, uma mãe jogou seu filho pela janela como última medida de segurança.

Publicidade

A hipótese de desabamento não está descartada e as autoridades não determinaram até o momento a origem do incêndio.

No vídeo a seguir, podemos ver varias pessoas nas janelas a espera de socorro e bombeiros tentando salvar o maior número possível de vidas.

O vídeo mostra o alcance descomunal das chamas e a destruição causada. Podemos constatar ainda pequenas explosões dentro do prédio e vários pedaços queimados caindo pelos arredores. As cenas evidenciam o terror vivido e a dor das inúmeras pessoas que não conseguiram sair a tempo.