Uma campanha muito polêmica criada pelo Centro de Proteção a #crianças do Canadá tem dado muito que falar ultimamente. Nela, há uma toupeira pelada que tem como objetivo dar ênfase na luta contra extorsões feitas a jovens que, de alguma forma, são incentivados a enviar #nudes pela #Internet. A campanha está tendo muita repercussão e sendo um sucesso pela web.

Segundo um estudo feito pela Universidade Drexel, da Filadélfia, nos Estados Unidos, 87,8 % dos adultos afirmam ser adeptos a prática do sexting – envio de imagens eróticas, sensuais e sexuais pela internet. Embora a prática seja considerada normal e muito habitual nos dias atuais, pode colocar jovens e crianças em risco.

Publicidade
Publicidade

A campanha consiste em uma imagem de uma toupeira pelada – sem pelos – com mensagens como essa: ‘‘Você quer nudes? Você não pode lidar com nudes.’‘

O chamado revenge porn – divulgação de imagens intimas de alguém sem o consentimento – e o conhecido como sextortion – chantagem feita a alguém usando seus nudes –,são crimes muito frequentes na web. Esses crimes acontecem muito por falta de informação, situação em que jovens e adolescentes se encontram, onde estão completamente desinformados e inocentes em relação a isso, deixando-os expostos a esses riscos.

Pensando neste problema, a instituição canadense resolveu criar tal campanha aonde, de forma bem inusitada e até mesmo engraçada, resolveu usar imagens de toupeiras peladas.

Publicidade

Isso porque, segundo as informações divulgadas por eles, esses crimes onde há extorsões que envolvem nudes e jovens estão se tornando cada vez mais frequentes.

De certa forma, eles agora estão tentando alertar sobre os riscos que o sexting pode trazer para as crianças, que seriam prováveis futuras vítimas.

Quais são os principais riscos

Entre as várias práticas que podem levar uma criança ou adolescente a enviar imagens íntimas pela internet, estão as conversas com desconhecidos. Por isso, a instituição alerta:

  • Conversas que usam transmissões ao vivo podem ser facilmente usadas por criminosos que poderão pedir para que a vítima envie as imagens íntimas;
  • O envio de mensagens nunca é seguro, ou seja, a não ser se for feito por um conhecido, a pessoa nunca vai saber ao certo quem está do outro lado realmente, pois na maioria dos casos, o indivíduo pode dizer ser quem não é;
  • As conversas ao vivo podem na realidade serem gravadas e um adulto pode, facilmente, colocar um vídeo de uma criança conversando como se ela estivesse ao vivo só para enganar;
  • Pessoas que se negam a enviar fotos ou aparecerem nas transmissões ao vivo são sempre um grande perigo e dignas de desconfianças;
  • Pessoas que fazem muitos pedidos sempre são perigosas. Então, é importante que o jovem procure nunca cumprir as exigências.