Três #homens fizeram história por serem o primeiro trio a se casar, em um #Casamento #homossexual, que aconteceu na Colômbia. Manuel Bermúdez, Victor Hugo Prada e Alejandro Rodriguez são os nomes dos recém-casados, que deram o nó em uma cerimônia romântica, na semana passada, na cidade de Medellín, que fica no noroeste do país sul-americano. Tudo isso tem a ver com os novos direitos que os homossexuais vão conquistando, mas não só, uma vez que nesse país já era permitido o casamento poligâmico, ou seja entre mais de duas pessoas.

Apesar da lei permitir uma união com mais de duas pessoas e ainda permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo, ainda não havia acontecido um casamento entre três pessoas do mesmo gênero, como aconteceu agora.

Publicidade
Publicidade

'Trieja' é o nome que os colombianos chamam a essa união poligâmica, entre três pessoas, e que é válida pelas leis do país.

Esses três homens estavam juntos há vários anos e resolveram agora dar esse passo em frente, se unindo pelo casamento. "Isso não é proibido pelas leis colombianas, nem pelas leis internacionais", disse o noivo Victor Hugo, muito feliz com a sua 'trieja', que é uma mistura, em espanhol, das palavras trio e 'pareja' (que significa par ou casal).

Victor Hugo explicou ainda os motivos para eles quererem se casar, dizendo que foi naturalmente por amor, mas uma vez que eles estavam juntos já, havia uma outra razão para eles avançarem com o casamento. "Cuidar do patrimônio comum", disse Victor Hugo, revelando que os interesses econômicos de cada um deve ficar salvaguardado e, para isso, eles precisavam estar casados.

Publicidade

Se muitas pessoas acham confuso esse casamento entre três pessoas, eles dizem ainda que essa relação já foi de quatro pessoas. Eles começaram a namorar há quatro anos, altura em que eram quatro homens nesse relacionamento. No entanto, Alex Esneider Zabala morreu de câncer de estômago em 2015, reduzindo a três esse relacionamento.

Foi com essa tragédia que eles se fortaleceram mais ainda como um trio e que perceberam como estavam desprotegidos perante a lei. Por não serem casados, eles tiveram que lutar na justiça, para acederem à sua pensão e pertences. Para que essa difícil situação não se repita mais no futuro com nenhum deles, eles resolveram se casar. Os três.

Manuel trabalha em comunicação social e Alejandro em educação física, enquanto que Victor é estudante de arte. Os três se complementam e dizem ter uma perfeita sincronia uns com os outros.

"Baseamos nosso relacionamento na coexistência e solidariedade. Aqui não temos poderes, não temos papéis, tentamos chegar sempre a um acordo. Estamos todos na mesma condição", disse Alejandro, em declarações ao jornal Metro.

Na Colômbia, os casais gays e lésbicas têm o direito de adotar. Se desconhece ainda se o desejo da paternidade vai passar por esses três homens, que estão inciando agora os seus dias como homens casados.

Conheça esta 'trieja', no vídeo: