Uma grande investigação está em andamento depois que uma menina de 15 anos foi estuprada duas vezes na mesma noite por dois homens diferentes. O segundo, conforme relatos da vítima, aconteceu após pedido de ajuda pelo primeiro abuso, que aconteceu perto da estação de trem de Birmingham, na Inglaterra, ao lado do campo de futebol de Aston Villa. A jovem estava na estação ferroviária da cidade quando foi levada por um homem. Após o estupro, a garota tentou fugir e acenou para um carro. O veículo estacionou mas, poucas horas depois, o motorista também abusaria sexualmente da vítima [VIDEO].

A polícia já iniciou uma grande investigação envolvendo detetives da polícia de transporte britânico e policias da cidade de West Midlands.

Publicidade
Publicidade

O primeiro objetivo é identificar os atacantes e, para isso, a polícia conta com a ajuda de testemunhas, que possam ter visto qualquer atividade suspeita entre às 7h e às 2h de quarta-feira (26). A jovem descreveu o primeiro agressor [VIDEO] como sendo asiático de pele clara, olhos castanhos, magro, 1,80m de altura e aparenta ter uns 20 anos.

O segundo agressor também foi descrito como asiático, aparenta ter uns 20 anos, cerca de 1,90m de altura e vestia um camisa azul e jeans preto. O inspetor-chefe do BTP, Tony Fitzpatrick, disse: "Esta foi uma provação horrível para essa jovem e nós temos oficiais especialmente treinados a supervisionando. Agora é de vital importância investigar exatamente o que aconteceu, bem como identificar os infratores desses dois terríveis incidentes.”

Segundo o detetive, a polícia está investigando câmeras de seguranças que possam identificar os acusados.

Publicidade

"Meus detetives estão atualmente examinando todas as câmeras de segurança disponíveis, em um esforço para identificar os infratores. Enquanto essas consultas são feitas, estamos interessados em falar com possíveis testemunhas. Se você passou pela estação e viu duas meninas andando com um homem mais velho, então entre em contato imediatamente", disse Tony Fitzpatrick.

O caso continua sendo investigado. Até o fechamento desta edição, nenhum suspeito foi localizado pela polícia. #Crime #Investigação Criminal #Casos de polícia