Tem chamado bastante atenção na internet, especialmente nas redes sociais [VIDEO], a #História de um cidadão chinês morador de Guilin, uma cidade com pouco menos de cinco milhões de habitantes, localizada no nordeste de Guangxi, uma região autônoma com pouco menos de cinquenta milhões de habitantes no sul do país asiático. O homem, cujo nome não foi revelado, explicou, em entrevista ao Pearl Video (plataforma de vídeos direcionados aos internautas do país mais populoso do mundo sediada na capital do país e fundada pelo jornalista Qiu Bingque), que tem se vestido o tempo todo de mulher nos últimos 20 anos e, por essa razão, já não tem mais nenhuma peça de roupa masculina.

Publicidade
Publicidade

A razão para o comportamento excêntrico é bastante nobre e, ao mesmo tempo, um tanto surpreendente: ajudar a mãe dele a lidar com a morte da filha.

A perda deve ter afetado profundamente a mulher, que passou a apresentar sintomas de problemas mentais após a morta da filha. O outro filho, que hoje tem pouco mais de cinquenta anos, vestiu-se como a irmã falecida para confortar a mãe. Ele disse que, depois que ele fez isso pela primeira vez, ela ficou tão feliz que ele continuou com a prática de se vestir de mulher. No #Vídeo publicado por Pear Video, a mãe do chinês se referiu ao filho como filha, dizendo que ele se transformou em filha dela depois que sua outra filha faleceu.

O jornalista do vídeo pergunta ao homem, que disse ganhar a vida para si e para sua mãe tocando flauta, se ele tinha medo de ser ridicularizado pelas outras pessoas por sua opção pouco ortodoxa em matéria de vestimentas.

Publicidade

O flautista, contudo, respondeu que não tinha medo do que as outras pessoas pudessem pensar porque ele faz o que faz em benefício de sua mãe, por isso não lhe importa a opinião das outras pessoas quanto à situação. "Isso diz respeito à minha família apenas. Se não gosta disso, simplesmente não olhe", arrematou.

Nas redes sociais, têm sido muito elogiadas a lealdade, a constância e a devoção do flautista a sua mãe e seu longo e constante sacrifício para ajudá-la a lidar com uma situação emocional inegavelmente difícil e infelizmente agravada por seu problema de saúde mental.

No vídeo que tornou público seu procedimento, o homem, que tem cabelos compridos, apareceu usando um qipao (tradicional peça feminina chinesa também conhecida pelo nome de cheongsam) justo, branco e azul, além de estar usando o que parece ser um par de seios postiços.

Vídeo: