O caso bizarro aconteceu na praia de Mayflower, em Dennis, cidade que se situa no estado de Massachussetts, nos #Estados Unidos. Dois #casais de jovens, com idades entre 18 e 19 anos, foram flagrados e filmados enquanto estavam na areia seminus e visivelmente embriagados. Eles estavam sendo observados por uma multidão que os rodeavam enquanto faziam sexo na areia quando a polícia chegou e os levaram detidos.

Segundo os policiais responsáveis pela prisão dos jovens, eram cerca de 300 banhistas que estavam ali olhando para os casais e que estavam incentivando os seus comportamentos.

O caso aconteceu no dia 4 de julho e os quatro jovens envolvidos eram: Julianna Murphy de 19 anos, Lukas Kaminski de 19 anos, Stephen Cerrone de 19 anos e Molly Hines de 18 anos.

Publicidade
Publicidade

Todos foram acusados de #Crime de atentado ao pudor e logo que foram presos, pagaram uma fiança e foram libertados.

No dia que os casais foram presos, eles foram denunciados por um salva-vidas. Entre eles, ainda tinha um quinto adolescente, sendo que este tinha apenas 17 anos e não teve sua identidade divulgada. Ele estava apenas por perto da ‘festinha’ feita pelos casais e não participava do ato, mas estimulava o comportamento deles e ainda convidada os outros banhistas para verem o que estava acontecendo.

Três dos acusados chegaram a confirmar tudo o que ocorreu na praia no dia do ocorrido, que por sinal, era feriado no país, Dia da Independência, que foi quando eles decidiram juntar a turma para irem à praia. No dia, o local estava completamente lotado por conta das comemorações. Segundo eles, estavam apenas na praia admirando o mar, quando decidiram ‘ficar’ na areia.

Publicidade

Segundo o policial que chegou no momento, os casais estavam mesmo fazendo sexo em meio ao público que os rodeavam, eles se beijavam e se abraçavam e só interromperam o que faziam, quando as autoridades chegaram. Quando o oficial ordenou que eles parassem o que faziam, um deles, Lukas Kaminski, se recusou e resistiu à prisão, ele chegou a bater boca com os oficiais, mas logo foi algemado e preso.

Dos quatro, Julianna e Molly são de Nova York e na ocasião, estavam passando o feriado em Dennis. O guarda que foi testemunha do caso, chegou a comparar o público que assistia a ‘festinha’ dos casais a uma torcida animada em um dia de jogo em algum estádio esportivo. Eles chegavam a encorajar e a gritar enquanto os jovens se exibiam. O vídeo foi postado nas redes sociais e as imagens se tornaram virais.

Nesta última semana, o grupo de jovens teve que comparecer ao tribunal para serem interrogados em relação ao crime que cometeram e agora, correm o risco de serem presos sob penas mais pesadas.

Ao saírem do tribunal, os quatro envolvidos se protegeram para não saírem nas fotos, porém, a esta altura, seus rostos já estavam sendo divulgados pela imprensa americana através dos principais telejornais do país.