Um casal de amantes foi amarrado em uma árvore e espancado na quarta-feira (28), em uma aldeia localizada na cidade de Muzaffarpur, no estado de Bihar, na Índia. Segundo informações, uma mulher de 30 anos, que não teve o seu nome revelado, foi flagrada mantendo relações sexuais com um homem de 30 anos, quando o marido estava ausente.

De acordo com imprensa local, a ordem de amarrar e espancar o casal foi dada por um panchayat (grupo de anciãos) da vila de Gopinathpur, no bloco de Motipur, a cerca de 95 quilômetros ao Norte de Patna. Ainda de acordo com imprensa local, a surra que o casal levou durou cerca de 20 horas e cerca de 100 aldeões cumpriram as ordens dadas pelo panchayat.

Publicidade
Publicidade

Segundo informações da Wikipedia, “panchayat é um sistema político sul asiático encontrado principalmente na Índia, Paquistão, Bangladesh, Trinidad e Tobago e Nepal. É o sistema mais antigo do governo local no subcontinente indiano. Tradicionalmente, os panchayats consistem em anciãos sábios e respeitados escolhidos e aceitos pela comunidade local. Contudo, há diferentes formas de tais assembleias. Tradicionalmente, essas assembleias resolvem disputas entre indivíduos e entre aldeias. O líder do panchayat era chamado de mukhiya ou sarpanch, uma posição eleita ou geralmente reconhecida”.

Um vídeo do incidente foi gravado e divulgado em redes sociais. Segundo testemunhas, o casal só foi libertado após o vídeo contendo imagens de o espancamento chegar ao conhecimento da polícia. Conforme informações repassadas pelo vice-superintendente da polícia (DSP) Krishna Murari Prasad, duas ocorrências (FIRs) foram registradas em relação ao incidente na delegacia de polícia de Kathaiya, no final da noite de quinta-feira (29).

Publicidade

Ainda de acordo com ele, cinco homens foram acusados na primeira ocorrência feita com base no depoimento da mulher.

A outra FIR foi registrada contra a mulher e seu amante por seu marido. A polícia relatou que a mulher expressou seu desejo de viver com o amante dela. "A polícia tomará uma decisão sobre o assunto de acordo com a lei", disse o vice-superintendente da polícia.

Narrando o fato, o oficial da casa da estação (SHO) da delegacia de polícia de Kathaiya, Pramod Kumar Singh, disse que a mulher, é casada há oito anos e admitiu que tem um caso amoroso com o homem há mais de três. A mulher também disse que o amante veio ao seu encontro depois dela ter ligado para ele relatando que estava só em casa. A polícia não informou se o casal ficou muito machucado durante o espancamento. #traição #Crime #Casos de polícia