Algumas situações acabam chocando muita gente quando são descobertas. Nesta sexta-feira (14), uma notícia envolvendo dois casais saidinhos ganhou a mídia. Os quatro jovens, todos entre 18 e 10 anos, acabaram sendo flagrados em cenas explícitas na areia de praia de Mayflower, que fica localizada no estado de Massachusetts, nos Estados Unidos. O caso foi noticiado aqui no Brasil pela coluna 'Hora 7' ,do portal de notícias R7. Os quatro estavam fazendo uma brincadeirinha proibida na areia. Extremamente alcoolizados e sem roupas, eles surpreenderam muita gente. Dezenas de curiosos começaram a se aglomerar para ver o que faziam os casais sem vergonha.

Publicidade
Publicidade

Logo, no local, estaria uma verdadeira multidão.

Quatro jovens são flagrados transando em praia americana. Banhistas fazem vídeo íntimo

De acordo com a polícia, pelo menos 300 pessoas chegaram a se aglomerar no local. Algumas estavam bem revoltadas na praia. Outras estavam fazendo vídeos íntimos e mandando para a galera nas redes sociais. Alguns dos vídeos mostrando o ato íntimo em situação irregular foram parar em sites adultos, ganhando centenas de milhares de exibições. A cena teria acontecido no dia 4, mas apenas agora ganhou a mídia brasileira. Os quatro criminosos são duas mulheres, uma é Julianna Murphy e a outra Molly Hines, e também dois homens, Lukas Kaminski e Stephen Cerrone. Os banhistas - muitos com suas famílias na praia - ficaram revoltados com a cena e chamaram a polícia.

Publicidade

Quando os agentes da lei chegaram, a festinha ainda continuava e, por isso, os policias fizeram as quatro prisões em fragrante por atentado ao pudor. Mais tarde, os adolescentes pagaram fiança e foram liberados.

Quinto adolescente teria incentivado festinha e todo mundo vai parar no tribunal

Uma das pessoas que entrou em contato com a polícia foi um salva vida do local. Ele, mesmo com tanta experiência, garante que nunca viu nada do tipo. Além dos quatro jovens adultos presos, outro adolescente, que teria 17 anos, também estava com o grupo. Ele não estaria praticando atos íntimos, mas estimulava os "amigos" a continuarem exibir suas vergonhas nas areias da praia dos Estados Unidos. Era esse jovem que fazia questão de atrair a atenção para o grupo. Ele até teria chamado uma galera para assistir tudo.

Nessa semana, todo mundo esteve no tribunal e teve que dar explicações sobre o fato. Eles chegaram a ser fotografados juntos, mas ficaram com vergonha de dar entrevistas para jornalistas. A imprensa americana acabou dando amplo espaço ao caso e fez questão de mostrar a cara de tudo mundo. #Estupro #Investigação Criminal