A chegada de um bebê é um momento de alegria e comemoração para todas as pessoas da família e também para os amigos dos pais. Geralmente, os momentos que antecedem o nascimento são muito celebrados, e todos fazem questão de participar.

Mas, nem sempre é assim. Na cidade de Cincinnati, em Ohio, nos Estados Unidos, uma futura mãe foi pega de surpresa durante uma comemoração. Em seguida, algumas revelações sobre a mulher chocaram todos os moradores da cidade.

O que deveria ser uma reunião para revelar o sexo de uma #criança acabou se tornando uma grande tragédia para o grupo de amigos. As pessoas se reuniram para celebrar a #gravidez de Cheyanne Willis, de 21 anos, que promoveu o chá de bebê.

Publicidade
Publicidade

Mas durante a comemoração, uma tragédia viria assolar a todos ali presente. Dois homens armados invadiram a casa em que a festa acontecia e abriram fogo contra os presentes.

Ao todo, oito pessoas ficaram feridas e uma delas veio a falecer no próprio local. Cheyanne, que havia convidado amigos e familiares para a ocasião, foi baleada na perna. O ataque ocorreu no dia 8 passado, mas ganhou repercussão por seus desdobramentos.

Revelação surpreendente sobre a gestante foi feita após a tragédia

Ferida, a jovem foi levada para um hospital. Ela declarou posteriormente à imprensa que perdeu o bebê por decorrência da situação dramática. Mas, segundo as investigações sobre o caso, uma revelação surpreendente foi feita sobre a mulher.

Publicidade

Cheyanne Willis, na verdade, não estava grávida e nunca esteve. As informações foram divulgadas depois de a polícia ter acesso ao laudo médico sobre o ferimento sofrido por ela durante o ataque. Os exames feitos no hospital mostraram que a jovem não estava grávida quando foi dada a entrada na instituição por ter sido baleada.

Em entrevista a alguns jornais americanos, os policiais responsáveis pela investigação revelaram que desde o dia da invasão dos dois homens armados durante o chá de bebê, eles encontraram grande resistência por parte das vítimas em ajudar com informações que pudessem levá-los aos acusados.

Mulher poderá ser processada por informações falsas

Depois do ocorrido, as autoridades estudam a possibilidade de entrarem com um processo contra a falsa grávida por conta das inverdades contadas por ela, que podem ter prejudicado as investigações referentes ao crime. Se isso realmente acontecer, Cheyanne Willis poderá ser condenada por conta das mentiras que contou as autoridades locais.

A garota já possui outra acusação em sua ficha, que foi descoberta durante as investigações sobre o acontecimento em seu chá de bebê. Em 2014, ela foi autuada por roubo, mas não chegou a ser condenada.

Até o momento, no entanto, Cheyanne não se manifestou sobre o caso e preferiu não conceder novas entrevistas à imprensa americana.

#bebes