De acordo com a rede BBC, uma senhora de 67 anos que foi ao hospital Solihull – situado na Inglaterra – para realizar uma cirurgia rotineira de catarata deixou os médicos do estabelecimento completamente atônitos, pois eles descobriram que a mulher estava com 27 lentes de contato dentro de um de seus olhos.

Enquanto a anestesia do procedimento médico estava em curso, foi constatado que havia um "corpo estranho azulado" na frente da retina da idosa, o que acabou se revelando uma "massa dura" composta de 17 lentes de contato grudadas umas nas outras e presas ao muco que envolve o olho. E após uma análise mais minuciosa, a equipe operacional encontrou outras 10 lentes, que estavam "perdidas" em torno do globo ocular.

Publicidade
Publicidade

Rupal Morjaria, estagiária especialista em oftalmologia do Solihull, afirmou ao site Optometry Today que nenhuma pessoa pertencente ao quadro clínico do hospital já havia se deparado com um caso assim, acrescentando ainda que a equipe médica ficou muito surpresa com o fato de que a mulher não havia notado a quantidade absurda de lentes em seu olho, uma vez que o material causaria muita irritação.

A própria paciente ficou em choque

O caso envolvendo a idosa britânica aconteceu em novembro do ano passado, mas só foi divulgado recentemente. Segundo um artigo publicado por Rupal Morjaria e seus colegas de profissão no periódico médico BMJ, a paciente relatou que já usava lentes de contato descartáveis há 35 anos, e que em todo esse tempo nunca havia se queixado de irritação.

Entretanto, após todo o material ter sido removido de seu olho, a mulher disse que se sentia muito mais confortável, alegando em choque que acreditava que sua visão estava prejudicada apenas em função da deterioração natural relativa à idade.

Publicidade

O relatório do caso ressaltou que dois fatores podem ter contribuído para que a paciente não tenha percebido o problema, já que ela tem visão precária no olho direito e sofre da condição conhecida como "olhos fundos", o que facilita a locomoção e a perda de lentes de contato.

Ainda de acordo com a BBC, a porta-voz da Associação de Optometristas do Reino Unido (Association of Optometrists – AOP), Ceri Smith-Jaynes, afirmou que perder lentes de contato no olho é um problema comum. No entanto, elas costumam acabar saindo, já que só podem se deslocar e se esconder embaixo das pálpebras (tanto da superior quanto da inferior) – não é possível que as lentes se locomovam mais para trás do globo ocular, pois existe uma espécie de "bolsa" orgânica que impede que eles cheguem mais longe. #Curiosidades #Europa #Medicina