Aos 38 anos, Tim McGrath comove o mundo. Ele passou por um momento muito difícil em sua vida. Há alguns anos, Tim começou a sentir dores no rosto e descobriu que estava com o chamado Sarcoma Sinovial. A doença [VIDEO] foi muito severa com o rapaz, que acabou descobrindo que estava com um tumor no rosto de um tamanho de uma laranja. McGrath tinha uma escolha: tentar barrar o câncer ou então ficar com o rosto antigo dele e morrer.

O rapaz então preferiu sobreviver, mas as consequências foram devastadoras, como pode ser visto na foto deste artigo. Tim ficou sem boa parte da sensibilidade do rosto. Ele também passou a ter dificuldades para comer, ver e cheirar.

Publicidade
Publicidade

Para tentar uma melhor condição de vida, McGrath procurou médicos que pudessem tentar reconstruir o seu rosto. O problema é que nenhum deles parecia que queria entrar nessa missão.

O rapaz que voltou a sorrir após um câncer poderoso no rosto

Foi então que Tim acabou encontrando o cirurgião identificado com Doutor Knfkrit Chaiyasate. Ele conversou com o profissional, que comovido aceitou tentar recuperar parte dos tecidos moles do rosto do paciente. Para conseguir vencer todo esse problema, o rapaz teve que concordar com muitos documentos, que explicavam que as consequências poderiam não ser as imagináveis. Um dos procedimentos, por exemplo, acabou tirando parte da pele da perna e do antebraço. Essa pele foi utilizada para tentar recuperar o rosto do americano. As principais funções do rosto já estão voltando e ele garante: "agora já posso sorrir".

Publicidade

Tim McGrath explicou que remover o tumor não era muito fácil e quando olhou o seu rosto sentiu uma tristeza profunda. No entanto, ao encontrar o médico que foi capaz de aceitar toda a mudança, ele disse que a esperança voltou a raiar. Tim explica que tinha tantas cicatrizes no rosto que a reconstrução do rosto dele tornou-se praticamente impossível. Esperançoso, Tim já consegue fazer atividades normais no dia a dia e, por isso, mostra-se muito esperançoso com as possibilidade que a vida está dando a ele.

A esperança de melhora

"Atualmente, não consigo beber líquido, comer através da minha boca ou pronunciar certas palavras, no entanto minha qualidade de vida melhorou maciçamente", disse ele. O americano ainda revelou que muitas crianças não entendem o que aconteceu com ele, por isso, fazem perguntas. Entretanto, o homem diz que crê que esse movimento seja normal e que um dia as coisas possam ser como antes. #Curiosidade #Doença