Uma notícia chocante está sendo investigada na Zona Oeste de Londres, na Inglaterra O incidente trágico aconteceu na noite de quarta-feira (19), quando a #Polícia encontrou o corpo de uma jovem, de 19 anos, em um freezer de uma casa avaliada em quase US$ 2 milhões dólares (R$ 6,3 milhões). A garota havia sido esfaqueada antes e a polícia suspeita de um #Crime de honra. Uma prima da jovem conseguiu sobreviver, após supostamente ter sido sequestrada por um homem. Ela também foi esfaqueada, mas conseguiu fugir, pedindo ajuda.

Infelizmente, a prima não teve a mesma sorte. Essa segunda vítima saiu correndo da mansão com ferimentos graves no pescoço.

Publicidade
Publicidade

Seu estado é considerado grave e ela está lutando por sua vida, permanecendo internada em um hospital. Ela foi socorrida por vizinhos e levadas para o hospital. Os funcionários do local alertaram a polícia, que foi investigar a casa de onde ela saiu correndo. Chegando na mansão, a polícia seguiu as marcas de sangue e encontrou a adolescente morta, dentro do freezer.

Supostamente, as duas primas teriam sido levadas para dentro d essa casa por um homem que elas conheciam. Um suspeito de 33 anos, foi detido pela polícia, em Dover. quando estaria tentando fugir do país. Ele foi preso, implicado nesse caso e é suspeito de assassinato e tentativa de assassinato. Outro homem, de 28 anos, foi preso em New Malden pelas mesmas alegações. Sendo assim, seriam dois os homens que teriam cometido esses crimes bárbaros, na Inglaterra.

Publicidade

Os vizinhos falam em homicídio por vingança. A polícia disse que vai investigar todas as possibilidades desse caso. Até ao momento, a relação entre as mulheres e os suspeitos não foi confirmada, mas os policiais sabem que as duas mulheres conheciam o homem que as levou para dentro da propriedade, onde uma morreria e a outra ficaria gravemente ferida.

A polícia continua investigando, mas já não estaria procurando por mais nenhum suspeito, acreditando que já fizeram as detenções necessárias sobre esses crimes. Entretanto, também não está ainda claro quem vive na casa, que é propriedade de um senhor que mora ao lado.

No entanto, a casa, de seis quartos, está atualmente em reforma e os proprietários disseram ter dado as chaves para uma empresa de construção. Uma mulher de 29 anos também foi presa por suspeita de auxiliar um acusado. Porém, ela foi solta posteriormente por falta de provas que a ligassem diretamente com os crimes.

A inspetora-chefe Samantha Price está liderando a #investigação e disse: "Nossa investigação está em um estágio inicial, e estamos fazendo tudo o que podemos para entender completamente as circunstâncias desse terrível ataque a duas mulheres jovens. Nesta fase, uma linha de indagação é como as duas mulheres foram levadas contra a vontade por um homem que ambas conheciam".