Um homem foi acusado de abusar e matar uma #garota de apenas sete anos em uma aldeia na Índia. Como castigo e por revolta dos moradores locais, ele foi amarrado e espancado até a morte por várias mulheres armadas com grandes varas de madeira.

O homem, chamado Mithun Hansda, morreu perto da cidade de Dumka, Jharkhand, depois de ter sido espancado por um grupo de habitantes locais, de acordo com Prabhat Khabar.

Segundo algumas testemunhas, a menina de oito anos estava participando de um casamento na aldeia vizinha de Jalwe quando ela e algumas outras meninas foram a um lago próximo para se banharem.

Hansda supostamente sequestrou a menina, #estuprou e a matou antes de deixar seu corpo ao lado da margem do rio.

Publicidade
Publicidade

Então foi aí que os moradores resolveram fazer vingança com as próprias mãos, e tudo foi registrado por uma câmera de celular. As imagens do ataque de vingança mostram três mulheres que cercam Hansda, que tem as mãos amarradas atrás das costas.

Ele é arrastado pelo chão com uma corda longa e as mulheres, então, usam os bastões para espancá-lo violentamente. Outras mulheres e crianças podem ser vistas olhando enquanto Hansda é linchado. Ele apenas se vira no chão tentando de alguma forma se proteger. Mas, a fúria das mulheres é gigante e ele continua sendo brutalmente atacado sem ter a chance de se defender.

O linchamento só termina quando um policial aparece e fala com a multidão, enquanto o suposto estuprador se contorce deitado e amarrado no chão. Ele foi então detido, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu mais tarde.

Publicidade

O vice-superintendente de polícia Roshan Gudiya se pronunciou mais tarde sobre o ocorrido: "Nós recolhemos o corpo, que ficou sob nossa custódia, mas ainda não ficou provado que realmente Hansda estuprou e matou a criança", conta o oficial.

A violência vem assustando a todos que não aguentam mais viver às margens do medo e, então, pensam em agir como verdadeiros animais para, a todo custo, querer fazer justiça com as próprias mãos. O vídeo que mostra as mulheres espancando o suposto estuprador foi postado na internet e assistido por milhares de pessoas em todo mundo. Alguns aprovam a atitude, mas outros condenam o que essas mulheres fizeram.

O número de estupros relatados na Índia continua aumentando a cada ano. Um dos casos mais infames de estupro da história da Índia foi da estagiaria Jyoti Singh. O crime aconteceu em 2012, mas até hoje é lembrado pela a forma como tudo aconteceu. Ela foi brutalmente atacada em um ônibus por seis homens. Ela sobreviveu ao ataque, mas morreu duas semanas depois por lesões internas. Esse crime chamou a atenção de todo o mundo. #acusado de estuprar