Notícias sobre agressões sexuais contra crianças, mulheres e adolescentes parecem estar cada vez mais comuns nos dias de hoje. Mais uma notícia chocante se transformou em manchete na Malásia. Ele é acusado de estuprar suas três irmãs [VIDEO] mais novas. Segundo informações de imprensa local, o acusado de 18 anos já havia estuprado as duas meninas de 9 e 14 anos antes de abusar sexualmente de uma ainda mais nova, que tem apenas 8 anos. O caso foi registrado no distrito de Kuala Muda.

Nos dois primeiros estupros, o acusado conseguiu convencer as vítimas a não denunciá-lo, mas a vítima de 8 anos relatou o abuso para a mãe, mesmo sendo ameaçada pelo irmão.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com imprensa local, o estupro aconteceu na noite da última quarta-feira (19), por volta das 8 horas.

O acusado levou a vítima para uma casa vazia ao lado de sua residência. Lá a menina foi violentada sexualmente pelo próprio irmão. Após os abusos, a vítima foi ameaçada caso ela contasse o que tinha acontecido para alguém.

Porém, na manhã de quinta-feira (20), a vítima relatou a agressão sexual cometida pelo irmão para mãe, de 39 anos. A mulher de imediato foi até uma delegacia de polícia junto com as filhas e registraram a queixa contra o adolescente. Na delegacia, as outras duas irmãs do acusado também disseram que elas também tinham sido abusadas.

Segundo informações do chefe de polícia do distrito de Kuala Muda, identificado como Saifi Abdul Hamid, a mãe estava ciente das violações anteriores, mas a não levou a sério as acusações, achou que era uma brincadeira, pois o adolescente negou as acusações e culpou suas irmãs de calúnia.

Publicidade

Ainda de acordo com Abdul, o acusado também negou ter abusado da irmã mais nova, mas mesmo assim a mãe, que está desempregada, registrou queixa contra o filho.

Conforme informações da polícia, na sexta-feira (21), o suspeito, que também está desempregado, se entregou para a polícia. Em seguida ele foi encaminhado para uma penitenciária da localidade. A ordem de prisão preventiva do adolescente foi emitida no sábado (22) pelo juiz Arif Mohamad Shariff.

"Todas as vítimas ainda estão sendo examinadas pelo hospital. Estamos aguardando os relatórios médicos completos de todas as vítimas para concluir a investigação sobre o caso", disse o chefe da polícia. O suspeito está atualmente em prisão preventiva até esta sexta-feira (28). De acordo com a polícia, o caso será investigado como #incesto. Caso o acusado seja condenado, ele pode pagar até 30 anos de cadeia e chicoteando. #Crime #Casos de polícia