Cada vez mais as pessoas estão buscando fama nas redes sociais, sendo capazes de realizar ações absurdas para isso. Uma das redes sociais onde há mais destaque de busca por fama e dinheiro é o YouTube. Nele, os usuários postam vídeos insanos, muitas vezes com ações perigosas, a fim de ganhar curtidas e compartilhamentos sem pensar no que pode dar errado.

No último dia 29, uma #Mulher matou seu companheiro sem querer enquanto produzia um vídeo [VIDEO], o qual iria postar em seu canal no YouTube. Monalisa Perez, de apenas 19 anos de idade, e seu namorado Pedro Ruiz, de 22 anos, estavam querendo mostrar ao público que os assistia que uma bala não atravessaria uma enciclopédia.

Publicidade
Publicidade

Para isso, Pedro segurava o livro na frente do peito enquanto Monalisa manejava a arma, uma #pistola semi-automática Desert Eagle calibre .50. No momento combinado, a mulher atirou em direção a enciclopédia que mesmo sendo de grande espessura bala atingiu Ruiz, que morreu instantaneamente.

O caso está tento grande repercussão ao redor do mundo e chocou fãs do casal, os quais assistiam ao vivo todo o episódio. Monalisa ficou desesperada e chamou o socorro, porém não conseguiu reanimar o rapaz. A filha do casal, que tem apenas 3 anos de idade, viu toda a cena. Momentos antes de realizem a brincadeira, Monalisa havia feito uma postagem em uma de suas redes sociais falando sobre o vídeo: “Eu e Pedro vamos filmar um dos vídeos mais perigosos já vistos. Ideia dele, não minha”, ela falou. A mulher tem uma filha e está grávida do segundo.

Publicidade

Segundo a emissona de televisão #CNN, a ideia contida no vídeo teria sido planejada por Pedro e sua namorada teria sido contra. Ainda segundo a CNN, pessoas da família do casal teriam insistido para que não fizessem o vídeo daquela maneira por ser muito perigoso, porém eles não aceitaram o conselho e foram até o fim com a brincadeira. Monalisa foi presa sob acusação de homicídio e se for seja condenada, poderá ficar na prisão por um período de 10 anos e ainda pagar uma multa de alto valor.

O caso de Monalisa e Pedro emite um alerta para os jovens que fazem vídeos para o YouTube atualmente com ações ousadas. Atitudes impensadas com a finalidade de ganhar "likes" podem resultar em grande tragédia para aqueles que as praticam. É preciso ter cuidado com certos tipos de brincadeiras, pois nem sempre se alcança os resultados esperados, tendo que lidar com as consequências, por mais desastrosas que sejam.