Terror. Essa palavra define o sentimento de moradores de alguns municípios do condado de Merseyside (Inglaterra). Em depoimento ao jornal Echo Liverpool, residentes de Kirkby disseram acordar apavorados, na madrugada da última semana, com gritos de uma misteriosa mulher.

Conforme relatório policial, habitantes revelaram que das 2 às 5 horas da manhã, uma desconhecida senhora começou a berrar na frente das residências.

Populares ficaram amedrontados e confusos com os motivos da mulher solicitar ajuda. Segundo eles, ela pedia para entrar e alegava que não havia "nenhum lugar para ir". O assunto foi destaque em diversos jornais de grande circulação do Reino Unido – confira as manchetes.

Publicidade
Publicidade

Embora seja impossível decifrar as reais intenções da desconhecida, a suspeita é que ela faça parte de uma estratégia para roubar as casas. No entendimento dos cidadãos e das autoridades, ela estava acompanhada de criminosos, à espera que alguém abrisse a porta para eles invadirem as moradias.

Publicidade

Uma das testemunhas, Bec Edmunds, relatou ao Echo Liverpool, o fato da mulher vociferar através de sua caixa postal (buraco na porta para a entrada de cartas) por mais de uma hora. "Alguém estava tocando na minha porta, mas eu ignorei isso. Acordei e meu portão traseiro estava aberto", recordou Edmunds.

Segunda a britânica, uma vizinha também disse que o mesmo aconteceu com ela. Porém, a voz, que parecia chorar, dizia não ter dinheiro. "Por sorte, a senhora disse que havia uma delegacia de polícia pela estrada e ela foi”, salientou.

Traumatizada com o bizarro episódio, Bec Edmunds, mãe de um bebê, acentuou temer pela segurança do filho. ”Esta rua é normalmente tranquila e temos realmente bons vizinhos que ficam juntos, mas não me sinto mais segura. Temo pelo meu pequeno menino", admitiu a genitora.

Outra mulher, de acordo com a imprensa, escreveu numa rede social que, por volta das 2 horas da madrugada de sexta-feira, ouviu alguém bater na porta. Contudo, o medo a impediu de atender ao chamado.

Publicidade

Em declaração ao Echo Liverpool, policiais de Merseyside acrescentaram receber o telefonema de uma vítima relatando que a mãe dela havia sido perturbada nas primeiras horas da manhã, por uma desconhecida batendo na porta dela, gritando as seguintes palavras: “me ajude, me deixe entrar, não tenho para onde ir ".

Apesar dos relatos, até o momento ninguém foi preso. A polícia continua a investigar o caso que, pelo “andar da carruagem”, está prestes a virar uma lenda urbana. #Inglaterra #Mídia #Curiosidades