Embora o passar do tempo seja inflexível, transformando em cinzas qualquer homem que um dia pisou neste pequeno planeta, o inusitado caso do mestre budista Ci Xian, morto há mil anos, mostra que, às vezes, nem mesmo o tempo é capaz de destruir o corpo humano - comumente devorado pelos vermes.

Ao examinarem os restos mumificados do budista, na província de Hebei (#China), por meio de uma tomografia computadorizada, médicos foram surpreendidos com o fato dele estar com os órgãos internos em perfeito estado. As informações são do jornal local Yuqing.

Profissionais consideraram o monge, que também teve o corpo coberto de ouro, uma verdadeira anomalia.

Publicidade
Publicidade

Conforme Wu Yongqing, um dos médicos envolvidos na análise, além dos ossos em excelentes condições, foi constatado que o cérebro, dentes, costelas, coluna vertebral, articulações e maxilar, também estavam completamente preservados.

De acordo com os registros históricos analisados pela imprensa chinesa, o monge nasceu na Índia, mas viajou à China com objetivo de disseminar a filosofia budista.

Embora não haja maiores detalhes sobre a vida do misterioso religioso, a história desse intrigante personagem conta que ele teve o corpo preservado pelos discípulos, após a morte. Depois do corpo passar séculos escondido dentro de uma caverna na China, ele foi descoberto em 1970.

De acordo com o jornal, o mestre budista foi banhado a ouro no ano passado - apesar do motivo ainda ser desconhecido.Já, sua estrutura física, devolvida ao tempo Dinghui, em Hebei, onde encontra-se desde 2011.

Publicidade

Todavia, a adoração em torno do emblemático monge não cessa. Segundo os administradores do templo, Ci Xian será transferido para outro lugar sagrado, ainda em construção: a montanha Xiangxiang, na província de Hunan.

Além dos cientistas terem curiosidade no cadáver amplamente conservado, a imprensa chinesa acentua que o excelente estado das fibras do tecido muscular e conjuntivo é “muito surpreendente”.

Ela também ressalta o fato da análise representar valores culturais e religiosos de suma importância para a população do país, cujo território exclusivamente budista, o Tibete, é controlado ferozmente pelo regime chinês.

A seguir, vejo o vídeo da análise sendo feita perante uma pequena multidão de curiosos. O monge, com semblante sorridente, pele amarela e o clássico manto budista (rakusu), parece estar pronto pra sair andando.

#Curiosidades #Viral