Publicidade
Publicidade

O abuso doméstico e a violência sexual são uma epidemia crescente no mundo todo. Crianças, adolescentes e mulheres são abusadas sexualmente [VIDEO], fisicamente, verbalmente, mentalmente e emocionalmente sem chance de se defenderem das garras de seus agressores. Os homens são realmente fisicamente mais fortes do que as mulheres - e sem a intervenção de outros, o abuso físico pode até levar à morte. Infelizmente, as mulheres grávidas não são exceções. Alguns homens agridem mulheres idosas, crianças, adolescentes e mulheres grávidas.

Foi o que aconteceu com uma mulher tailandesa. Segundo informações, a vítima foi identificada como Yodwadee Junsupong, de 23 anos.

Publicidade

Ela sofreu abuso físico de seu namorado por algum tempo, mas esse foi o ataque mais violento até agora [VIDEO]. De acordo com imprensa local, a vítima supostamente tinha flagrado o acusado flertando com várias mulheres no aplicativo de bate-papo e confrontou-o.

Fotos divulgadas pelo irmão da vítima em redes sociais, mostram um tablet e um celular, ambos quebrados e manchados de sangue. Conforme informações, o fato foi registrado no sábado (22), na cidade de Bangkok. Segundo informações, o acusado, além de seu estilo de vida ser bem chamativo, também é bem conhecido na Tailândia, por estar envolvido em dois acidentes de carro. Em abril deste ano, ele atropelou um pedestre e um motociclista, quando estava dirigindo um Porsche branco.

Além disso, ele também é suspeito de ter atropelado três pessoas enquanto estava dirigindo o Mini Cooper de sua avó, em 2012.

Publicidade

Na época, o acusado tinha apenas 17 anos. Junsupong pôde chamar seu irmão, apenas conhecido como 'Shane', que lhe disse para deixar sua casa naquele instante e ir para a delegacia de polícia mais próxima - o que ela fez. Shane estava chateado pelo fato de o suspeito ter agredido sua irmã quando sabia que estava grávida [VIDEO] de seu filho.

Shane disse que o homem, que estava em uma relação de sete meses com Junsupong, também esmagou seu tablet e telefone. A postagem feita pelo irmão da vítima já foi compartilhada mais de 20 mil vezes. "Ela está grávida de dois meses. Estou enfatizando que ela está grávida. A pessoa que a atingiu é o pai do bebê. Eu disse a ela para sair desse inferno e buscar a justiça através de procedimentos legais", disse o irmão da jovem. As autoridades locais não informaram se o acusado foi convocado para prestar mais esclarecimento sobre o caso. A polícia está investigando. #Crime #Investigação Criminal #Casos de polícia