Ashley Murrell, de 33 anos, fez várias manchetes depois que seu #Marido, Mickey, de 36 anos, morreu após uma briga conjugal. Supostamente, ela brigou por ele estar trabalhando demais, aproximadamente 16 horas por dia. Ela o expulsou do quarto e o forçou a dormir no sofá, onde o encontraria sem vida horas mais tarde.

Mickey deixou três filhos e uma esposa que, dois meses depois da sua morte, está novamente apaixonada. E o novo #Amor é ninguém mais do que Chris, o irmão de Mickey.

Exagerou no trabalho para fazer uma surpresa

Mickey estava trabalhando mais porque queria fazer uma surpresa e levar sua esposa a Praga, na República Checa, por seu aniversário, que se celebrou a 3 de julho, mas, infelizmente, já sem a sua presença.

Publicidade
Publicidade

Para economizar, ele estava trabalhando 16 horas por dia e sete dias por semana.

Essa situação estava desgastando o casal e a terapeuta de beleza estava irada com o marido, desconhecendo os seus motivos para tanto trabalho. A autópsia revelou que ele morreu engasgado durante o sono, mas as causas para essa morte foram inconclusivas.

Mickey sofria de artrite espinhal e estava demasiado cansado pelo excesso de trabalho recente. Ele fazia tudo por sua família, incluindo pela filha de Ashley, de 14 anos, que ele adotou quando se casou, em 2010. Depois, em 2013, nasceram os filhos gêmeos do casal.

Ashley contou que só brigou com ele porque sentia a sua falta e que não estava aguentando que ele trabalhasse tanto. Foi ela quem encontrou o marido morto no sofá, entrando em pânico. "Eu me senti tão culpada.

Publicidade

Eu fiquei tão brava comigo mesma por fazê-lo dormir no sofá. Ainda acho tão difícil pensar que minhas últimas palavras para ele foram de raiva", contou Ashley em declarações para o jornal The Sun.

Quando descobriu que o marido estava poupando para celebrar seu aniversário, ela ainda se sentiu pior. "Perder Mickey mudou minha perspectiva sobre a vida. A vida é muito curta para ir para a cama com raiva e não gastar cada momento que você pode com sua família", afirmou.

Unidos por uma dor que se tornou em amor

Após a morte de Mickey, Ashley ficou muito mal com o sentimento de perda e de culpa. Quem mais a apoiou foi Chris, também ele sofrendo pela morte de seu irmão.

"Chris e Ashley passaram por tanto, mas eles realmente estiveram lá um pelo outro. É estranho que de algo tão horrível algo bom pode acontecer. Eles estão realmente felizes juntos", contou um amigo do casal para o jornal The Sun.

Chris colocou recentemente uma foto em seu Facebook com uma tatuagem dizendo ‘’Bro’’, que é um diminutivo para irmão em inglês. O jovem gravou essa tatoo em homenagem ao falecido irmão. #Mulher