Um jovem #Pai estava segurando seu bebê de nove meses de idade no colo quando foi agredido no #aeroporto de Nice, na França. A cena teve como protagonistas um pai e um funcionário do aeroporto, que reagiu mal a uma reclamação. De acordo com a EasyJet, a vítima do ataque aguardava o voo 2122, que iria para o aeroporto de Luton, na região metropolitana de Londres. O voo estava atrasado há mais de 11 horas quando a confusão aconteceu: o passageiro reclamou da demora para decolar, levando o agressor a cometer a violência. Tudo o que a família queria era pegar o voo e seguir para Londres, mas, como resposta, foram agredidos violentamente.

O caso foi denunciado por outros passageiros, que ficaram chocados com a gravidade da #agressão.

Publicidade
Publicidade

Arabella Arkwright, de 49 anos, que estava com o marido e seus dois filhos no momento, revelou para o Daily Mail como foi o caos vivido neste último domingo (30), no aeroporto. Ela contou como esse jovem pai foi agredido com um violento soco em seu rosto enquanto levava seu bebê no colo.

“Que coisa terrível. Não posso acreditar que as pessoas possam agir dessa maneira”, afirmou a passageira, que também filmou e registrou toda a cena. Ainda de acordo com a testemunha, foi seu marido quem segurou o agressor enquanto aguardava a intervenção da polícia.

O homem atacado foi retirado do local, ainda com uma criança em seus braços, mas depois retornou para que pudesse decolar no voo esperado. De acordo com Arkwright, ele tinha uma marca do soco recebido em seu rosto.

Arabella contou ainda a frustração crescente entre todos os passageiros, que não estavam mais aguentando tamanha espera e falta de informação da EasyJet.

Publicidade

O pai estaria se queixando como seu dia estava sendo terrível, quando o funcionário, rindo, apontava para os passageiros. Quando o pai se aproximou, foi violentamente agredido. "Foi uma pancada forte e não houve qualquer provocação", contou Arabella.

Um outro passageiro chamado Carl revelou que o homem que foi vítima dessa agressão estava demonstrando sua preocupação por todos os passageiros, que estavam passando mal por causa da demora. "As pessoas estavam até doentes por estarem em um corredor sem ar condicionado. O calor e a saturação estavam causando efeitos negativos sobre as pessoas e foi isso que esse homem queria explicar quando foi brutalmente agredido", disse.

A polícia já confirmou que recebeu uma queixa sobre esse incidente e que o caso já está sendo investigado. "Já vimos uma fotografia e agora vamos examinar o vídeo no terminal do aeroporto", revelou uma fonte policial.