A #Professora Rayana Culver aproveitou a oportunidade de adotar um dos seus alunos, de apenas 15 anos de idade, depois de ele ter sido expulso da casa onde morava com um parente. Porém, e tal como informa o site do “Correio da Manhã”, o objetivo da professora de New Jersey, nos Estados Unidos, seria ter relações sexuais secretas com o seu aluno.

O jovem garantiu que não precisou passar muito tempo para que a relação próxima de ambos rapidamente se tornasse sexual. A mulher teria começado por despir o seu aluno para o acariciar, tendo mais tarde feito sexo oral. Depois disso, Rayana tira forçado uma penetração, algo que é naturalmente considerado #Abuso sexual.

Publicidade
Publicidade

Apesar das autoridades americanas estarem aumentando muito as penas e as punições para os professores que estão mantendo relação íntimas ou sexuais com um ou mais alunos, a verdade é que esses casos parecem estar aumentando cada vez mais. Muitas vezes casados e até com filhos, esses professores não se importam nada de estar colocando a carreira em risco, mas também a liberdade, ao mesmo tempo em que podem estar perturbando um jovem para o resto da sua vida.

Infelizmente, pode muito bem acontecer isso com o jovem aluno da River Middle School, que, durante todos esses abusos sexuais, fez questão de garantir que não queria que aquilo estivesse acontecendo, uma vontade que a professora ignorou por completo. De fato, e como garante o site do “Correio da Manhã”, o relatório policial já realizado sobre o caso garante que a professora ameaçava expulsar o aluno de casa sempre que ele negasse ter relações sexuais com ela.

Publicidade

Entre as muitas provas dos abusos sexuais, as mensagens por celular que o jovem recebia provam que teria sido de fato isso que aconteceu durante um longo período de tempo. Ainda assim, o advogado de defesa da professora afirma que tudo o que o aluno está denunciando é mentira e que há provas de que ele sempre foi um aluno “problemático”.

Resta agora aguardar pelo início do julgamento para tentar perceber se de fato a professora vai ser condenada a prisão por abusos sexuais a um menor ou se ela vai conseguir provar a inocência.

Nas redes sociais, cada vez mais pais estão ficando em alerta acerca da possibilidade dos jovens se relacionarem intimamente com os professores. Eles pedem para que os funcionários das escolas e os próprias colegas possam denunciar os casos quando pensam existir suspeitas claras de abusos, pois, por vezes, as próprias vítimas não têm coragem de falar no momento. #Investigação Criminal