O que mais os jovens de hoje dia serão capazes de fazer para conquistarem curtidas e seguidores nas redes sociais? Para um casal dos Estados Unidos, a tentativa de se tornar popular e ganhar seguidores acabou sendo dolorosa, terminando em morte.

O casal, que tinha um canal no YouTube, decidiu gravar um vídeo como se fosse um desafio, mas toda a brincadeira acabou dando errado e um deles morreu com um tiro no peito. A norte-americana Monalisa Perez, de apenas 19 anos, namorava Pedro Ruiz III, de 22 anos, e decidiram gravar um vídeo um pouco mais arriscado para o canal no YouTube.

O desafio era o seguinte: ela teria que atirar no namorado, que segurava um livro na frente do peito.

Publicidade
Publicidade

Os dois esperavam que o fosse capaz de segurar a bala, mas não foi isso que aconteceu e o jovem de 22 anos acabou morrendo.

Depois que o disparo atingiu o peito, Ruiz caiu e morreu no local pouco minutos depois. A jovem que estava gravando todo o desafio com duas câmeras possui todo o momento em um vídeo que já foi entregue aos policiais na cidade de Minnesota, nos Estados Unidos.

Monalisa, que disparou contra o namorado, disse que ligou para a polícia imediatamente quando viu tudo o que havia acontecido. As autoridades a indiciaram como homicídio. Em seu depoimento, a #youtuber afirmou que a ideia foi do namorado, o que também está postado nas redes sociais antes da gravação dos vídeos.

A jovem disse ainda que, antes de fazerem o desafio, já haviam testado e a bala não passaria o livro.

Publicidade

Porém, na hora de fazer a gravação, Ruiz pegou outro livro e não o mesmo com o qual havia feito o teste.

De acordo com a polícia, Monalisa pode chegar a pegar muitos anos de reclusão, caso seja condenada culpada. Os dois youtubers tinham uma filha de 3 anos de idade e Monalisa estava grávida de outro filho.

Em uma entrevista que uma tia do rapaz, Claudia Ruiz, deu para o canal TV WDAY, ela afirmou que antes da gravação o sobrinho já havia contado para ela o que eles iriam fazer. De acordo com a parente, o objetivo do rapaz eram que o casal ficasse famoso na Internet com esse vídeo.

‘’Ele mesmo me contou tudo que iria fazer. Eu disse a ele não fazer isso, pois armas de fogo são extremamente perigosas. Realmente, foi uma pegadinha que acabou muito errado’’, lamenta Claudia.

Antes da gravação, a namorada da vítima havia postado em seu perfil do Twitter: “Daqui a pouco eu e o Pedro iremos gravar um dos vídeos mais perigosos que já fizemos, mas a ideia foi dele e não minha”. Os dois jovens criaram o canal no mês de março para compartilhar desafios, piadas e sua rotina. Eles tinham 300 inscritos no canal. #Morre #2017