Publicidade
Publicidade
5

O motorista de uma van atropelou várias pessoas no Centro de Barcelona, na #Espanha, no final desta tarde desta quinta-feira (17). O ataque ocorreu em La Rambla [VIDEO], no famoso calçadão turístico dessa região, um dos principais polos turísticos de Barcelona e que recebe milhões de visitantes todos os anos.

O Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque, através de uma agência de notícias. O grupo terrorista islâmico já vinham fazendo ameaças, inclusive com textos e até mesmo com vídeos gravados em espanhol de que a Espanha era um país alvo.

Dois suspeitos foram presos, porém nenhum dos dois era motorista da van. Um homem foi achado morto a três quilômetros do local do atentado.

Publicidade

A polícia deteve um homem que foi identificado em um primeiro momento como Driss Oukabir, de 28 anos, como um dos responsáveis do atentado. Contudo, o verdadeiro Oukabir se apresentou às autoridades e desmentiu que seja o autor do atentado.

Na delegacia, ele explicou que teve seus documentos furtados, mas que não havia registrado queixa. A polícia acredita que pode ser seu irmão que roubou os documentos e que pode ser ele o envolvido neste ataque. O irmão de Driss se chama Moussa Oukabir, tem 18 anos e vive em Barcelona.

Segundo o jornal espanhol "El País", o motorista da van fugiu caminhando, e o veículo usado no ataque foi alugado por um homem chamado Driss Oukabir, em Santa Perpetua de la Mogada, município perto de Barcelona. A van foi jogada contra várias pessoas em La Rambla, percorrendo um total de 530 metros antes de atingi-las.

Publicidade

Já foram confirmados 13 mortos e 50 feridos [VIDEO] de diversas nacionalidades. Não há relato de brasileiros entre as vítimas. O #Ataque Terrorista foi condenado pelos principais líderes mundiais, entre eles o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, e inclusive o Papa Francisco.

Autoridades buscam uma segunda van que estaria implicada no atentado em massa. A polícia investiga ainda a relação desse atentado com uma explosão ocorrida na noite anterior em Alcanar, em que sete pessoas ficaram feridas e uma morreu. Um dos suspeitos foi preso.

Até o momento, La Rambla foi reaberta parcialmente depois de horas de confinamento por causa do atentado. Agentes acompanham os turistas aos hotéis em que se encontram.

O país subiu o nível de alerta para 4 (sendo que o nível máximo é 5). As autoridades procuram um homem com 1,70 metro de altura, que vestia uma camisola branca com listras azuis.