É difícil imaginar o que uma mãe sente quando não pode sequer dar um abraço em seu próprio filho sem o risco de ele ter uma crise de pânico. As crianças com autismo têm extrema dificuldade de estabelecer uma conexão com pessoas ao seu redor, até mesmo com os seus familiares.

O autismo, conhecido também como Transtorno do Espectro Autista, é um Transtorno Global do Desenvolvimento que tem influência genética e é causado por defeitos em partes do cérebro, como o cerebelo. O identificamos pelas dificuldades significativas na comunicação e interação social, além de alterações de comportamento.

O caso de Shanna Niehaus, mãe de Kainoa, que você vê na foto, chamou atenção do mundo por essa legenda “Observem esta foto? Eu jamais vivenciei um instante como esse.

Publicidade
Publicidade

No dia anterior foi a primeira vez em que meu filho de apenas 5 anos permitiu uma aproximação do seu novo amigo de serviço para autismo, o cão chamado Tornado. Ela continuou: "Somos dos Estados unidos e moramos no #Japão, esperamos aproximadamente dois anos para conhecê-lo”.

A foto tirada flagra a expressão no rosto de uma mãe que não pode dar um abraço, dar banho, vestir e dar aconchego. Não há nada que pudesse descrever a emoção dela ao ver o filho se deitar sobre o seu novo cão por vontade própria. Essa foto mostra o rosto de uma mãe que presenciou o filho em várias tentativas de interações sociais que não funcionaram em um grande esforço de ter um amigo.

No artigo publicado no site Bright Side, ela comentou que cada luta, cada dinheiro gasto e cada lágrima derramada valeu muito apena.

Publicidade

Ela finalizou dizendo que de alguma forma, por causa do seu novo cão, ela sabe que tudo vai dar certo. Shanna Niehaus viu muitos momentos difíceis e dolorosos que o filho enfrentou. No entanto, no dia anterior ela chorou por uma razão diferente, um sentimento indescritível .

Ao contrário que muitas pessoas pensam, o autismo não é uma doença, ele não pode ser curado com a ajuda da #Medicina. Porém, os cachorros podem ajudar a superar algumas das dificuldades. O seu cuidado, carinho e brincadeiras são pequenas coisas, mas muito importantes para ajudar crianças autistas a criar conexões com o mundo a sua volta.

Por essa razão, por vez, os cães são especialmente treinados [VIDEO] para ajudá-los. Eles podem tranquilizar crianças quando eles têm uma crise de pânico, cuidam delas, e avisam os pais quando é necessária ajuda. #Cães se comportam de forma diferente das pessoas, e as crianças autistas muitas vezes acham mais fácil se socializar com eles.