De acordo com a rede BBC, mais de 50 mulheres dos estados de Haryana e Rajastão, situados no norte da Índia, recentemente relataram que foram atacadas [VIDEO], deixadas inconscientes e tiveram seu cabelo cortado. A misteriosa onda de hostilidade [VIDEO] perpetrada por "barbeiros fantasmas" tem trazido preocupação e paranoia para as portadoras de grandes madeixas.

Os relatos sobre este tipo de incidente começaram a surgir no início de julho, e estão sendo reportados até mesmo em Deli, a capital daquele país.

Um destes casos aconteceu há poucos dias com Sunita Devi, uma dona de casa de 53 anos de idade que reside em Bhimgarh Kheri, região pertencente ao distrito de Gurgaon, em Haryana.

Publicidade
Publicidade

Segundo seu relato concedido a Vikas Pandey, repórter da BBC, na última sexta-feira (28), por volta das 21h30 (no horário local), ela estava sozinha no andar térreo de sua residência, quando viu surgir no recinto o que descreveu como sendo um homem idoso trajando roupas de cores brilhantes.

A figura emanou um flash de luz que a fez perder os sentidos, e quando a indiana acordou, cerca de uma hora depois do incidente, descobriu que seu cabelo havia sido cortado. A dona de casa revelou que a experiência a deixou transtornada ao ponto em que ela afirmou que não consegue mais dormir ou se concentrar em nada.

Sunita, que vive em uma comunidade composta de agricultores e comerciantes, acrescentou ainda que já leu notícias sobre casos semelhantes, acreditando que um incidente do tipo nunca lhe aconteceria.

Publicidade

O mais estranho, contudo, é que ninguém viu ou ouviu o atacante no momento em que Sunita Devi o encontrou – nem mesmo sua nora e seu neto que estavam no andar de cima da casa no instante em que a estranha experiência teve curso.

Casos semelhantes

No dia seguinte ao incidente envolvendo Sunita, sua vizinha, Asha Devi, também sofreu uma investida misteriosa quando teve o cabelo cortado enquanto estava inconsciente no banheiro. No entanto, desta vez, o atacante era uma mulher.

Suraj Pal, sogro de Asha, revelou à BBC que a comunidade está amedrontada, e que devido à paranoia que se instalou no local, ele enviou sua nora e outras mulheres da família para a casa de um parente que reside no estado de Uttar Pradesh, de modo que elas possam se acalmar ao se afastarem da localidade durante algumas semanas.

Existem ainda mais casos semelhantes em que não há testemunhas adicionais a não ser as próprias vítimas, e um fator que sempre varia é o agressor. Algumas vezes ele nem é visto pelas mulheres (que descrevem uma espécie de "força" tocando-as), e em outras se apresenta com formas bizarras – como em um incidente ocorrido no distrito de Rewari, situado a 70km de Gurgaon, quando Reena Devi (28) foi atacada por uma grande figura que, segundo ela, se parecia com um gato.

Publicidade

Investigações

Ainda de acordo com a BBC, Ravinder Kumar, porta-voz da #Polícia de Gurgaon, afirmou que as queixas envolvendo os misteriosos ataques estão sendo investigadas. Ele acrescentou que os casos são realmente estranhos, pois não existem pistas nas cenas dos crimes e exames médicos realizados nas vítimas não mostram nada de anormal.

Kumar declarou que as autoridades de vários distritos estão reunindo esforços para que a apuração dos incidentes passe a "fazer algum sentido", e o oficial também pediu à população local que não acredite em boatos ou rumores.

Entretanto, para Sanal Edamaruku, fundador e presidente da organização Rationalist International (que defende a propagação de ideias racionais fomentadas pelo ceticismo e pela razão), estes casos não passam de exemplos da chamada "histeria em massa" – ou seja, um fenômeno psicológico exteriorizado por várias pessoas que realmente acreditam que vivenciam uma experiência, a qual pode envolver, por exemplo, a manifestação de sintomas de uma doença inexistente. #Bizarro #investigação