Publicidade
Publicidade

Um crime absurdo e sem proporções parecidas anteriores para ser comparado aconteceu na cidade de Estcourt, na África do Sul. Por lá, um homem se entregou à polícia e afirmou que estava cansado de comer carne humana.

O canibal, em seu depoimento, acabou fazendo uma revelação mais surpreendente que a outra e deixando muita gente completamente chocada.

Restos humanos foram apresentados por canibal que enjoou de carne humana

A polícia chegou a duvidar da sanidade mental do homem que fez tais afirmações, mas ele fez questão de provar a todos que não estava mentindo e mostrou aos agentes da lei restos humanos na casa dele.

Eram pedaços que ele pretendia consumir em breve, mas que acabou desistindo.

Publicidade

Crime de canibalismo na África do Sul afeta centenas: 'Eles comeram sem saber'

Além do homem que confessou o crime, outros dois também confessaram portar pedaços de carne humana. Todos os três foram parar na cadeia, como indica a coronel Thembela Mbhele.

Ela é porta-voz da polícia na região e revelou que, não demorou muito, e os agentes descobriram que muita gente também tinha comido a carne humana, mas sem saber.

Moradores de região da África confessam que comeram carne de moça e roubaram ossos em túmulos

A porta-voz da polícia disse que o crime apenas foi descoberto, após o homem entrar na delegacia e confessar o que fez. Em seguida, porta-voz disse que o próprio suspeito, que não teve o nome identificado, mostro que tinha um braço e uma perna de mulher em sua posse.

A investigação chegou até à região de Rensbugdrift e acabou ouvindo dos moradores que centenas foram à casa do homem.

Publicidade

Mais de 300 pessoas teriam consumido a carne de jovem mulher

Ele era uma espécie de curandeiro e, sem informar que aquilo era uma carne humana, servia as pessoas com o seu jantar estranho. O curandeiro também incentivava os moradores a violarem túmulos e garantia que isso deixaria o espírito ainda mais forte.

Segundo a polícia, os suspeitos estupraram, mataram e esquartejaram uma mulher. A vítima ainda não foi identificada.

Os investigadores trabalham para tentar saber o seu DNA e cruzar com mulheres desaparecidas, mas talvez seja impossível saber quem realmente ela é. A polícia ainda está investigando se mais pessoas participaram do horrível crime. Em uma assembleia feita na região, um dos líderes religiosos confirmou que mais de 300 pessoas consumiram a carne da jovem e que estão desolados. #Chocante #Caníbal