Quantas vezes você já ouviu histórias de gente que foi para a #provence e se apaixonou pelo lugar? Que retornou falando maravilhas? Que não vê a hora de voltar? Pois a partir desta semana você vai conhecer três cidades que simbolizam a Província, ou seja, a Provence francesa. Nesta série de reportagens, vai descobrir um pouco sobre Aix-en-Provence, #Gordes e Lourmarin. Cada época do ano tem suas características, belezas e particularidades específicas nesta região região que pertence à França e é uma das mais visitadas do país.

Na primavera, uma explosão de cores ocorre por toda a parte. No verão, a lavanda, símbolo da região, está plena, perfumada, linda! No outono, as frutas e legumes são espetaculares.

Publicidade
Publicidade

Não é à toa que os gregos e depois os romanos, chamavam a Provence( ou província) de “o mercado onde a Europa se abastecia"!

Onde ficam ?

As três cidades ficam no sul da França, onde os invernos são menos rigorosos e a ocorrência de neve mais difícil. Há voos diretos [VIDEO] que partem do Brasil com destino a capital francesa, #Paris. De lá, há varias opções. De avião, até a cidade portuária de Marselha e, de lá, de trem para grande variedade de cidades provençais. De trem(TGV), partindo da Gare de Lyon, em Paris, com rápida conexão em Lyon, seguindo direto para Marseille.

O TGV é um trem de grande velocidade, que faz o percurso em apenas três horas. Outra opção é ir de carro. Para quem tem ao menos uma semana de férias, esta pode ser a melhor altenativa. O aluguel de veículos é fácil e rápido no aeroporto Charles De Gaulle, em Paris.

Publicidade

Se preferir, a locação pode ser feita pela internet antes mesmo de você voar para a França.

Aix é muito mais que Lavanda!

Linda, arrumada e multicolorida, Aix, como é chamada pelos locais, é uma cidade estudantil. Com 140 mil habitantes na baixa temporada, que va abriga uma das maiores Universidades francesas, a Aix-Marseille. Estima-se que um terço da população é composta por estudantes. Muito para ver e fazer. Além das famosas fontes centenárias, uma visita ao Centro de arte Caumont Cézzane é obrigatória!

Aix, aliás, é a cidade adotada por Paul Cezzane. Lá ele aperfeiçoou sua arte tornado-se conhecido em todo o mundo. Não deixe de assistir ao filme sobre a vida dele. Outra dica é visitar o Chateau La Coste. " Um verdadeiro museu a céu aberto com exposições itinerantes dos melhores artistas de toda a #Europa" afirma Marie Rozet, Relações Públicas do Chateau La Coste. Fica a 15 quilômetros de Aix-en-Provence.

Gordes e sua citadela medieval

Gordes é considerada pelos turistas uma das mais lindas e impressionantes cidades de todo o mundo .

Publicidade

Encarapitada em cima de uma colina rochosa a mais de 370 metros de altura, Gordes atrai turistas dos quatro cantos do planeta. Com hotéis para todos os bolsos – inclusive um Hotel Palácio – três dias são suficientes. "É o tempo mínimo para percorrer as ruas íngremes desta cidade medieval e sentir a alma pulsante de Gordes", sugere Nicolas Grau, diretor geral do hotel Le Bastide de Gordes.

O cinco estrelas, que pertence à restrita lista de Hotéis Palácio da França, é considerado o melhor da cidade pois apresenta uma vista privilegiada de toda a região. Em quase todos os cantos aliás, a vista é cênica, espetacular. Fonte de inspiração para artistas, pintores e simples turistas, não há quem não se apaixone pela cidade e pelo seu castelo renascentista. Outra atividade obrigatória é conhecer o Museu da Lavanda e descobrir como uma simples flor se transformou em uma indústria multimilionária. Por tudo isso, Gordes é considerada a jóia da Provence.

Lourmarin e seu castelo centenário

Situada entre dois vales, esta pequena cidade com cerca de 15 mil habitantes é cheia de vida o ano todo. Com uma infinidade de pequenos ateliers de artistas locais e estrangeiros, merece ao menos um dia inteiro para desvendar alguns de seus mistérios. O escritor Albert Camus, entre outros, nasceu, viveu e está enterrado em Lourmarin. "Não deixe de visitar um dos muitos restaurantes gastronômicos a preços excelentes e, claro, o castelo de Lourmarin, informa Geraldine Dingwal, assessora de imprensa do escritório de turismo da região. "Foi em torno de castelos como esse, completa ela, que muitas cidades francesas se desenvolveram."