Quando vemos na TV, nos filmes ou até mesmo no circo, pessoas com habilidades de manusear o fogo, não imaginamos que coisas podem acontecer com elas.

Em Chicago, nos Estados Unidos, uma demonstração de assoprar fogo de modo improvisado acabou de modo catastrófico.

Esta era Jo Robinson antes do acidente

Jo Robinson, de 38 anos, é da Irlanda do Norte, estava na América para julgar um concurso de dança pólo, mas, ao finalizar o evento, se reuniu com alguns amigos, e decidiu fazer o experimento improvisando com material inadequado. Ela resolveu encher a boca com óleo de acampamento ao invés de parafina para soprar fogo, e o resultado foram queimaduras graves em seu rosto, garganta, pulmões, mãos e olhos.

Publicidade
Publicidade

Em entrevista ao portal The Mirror, Jo disse que não percebeu seu corpo em chamas. Ela disse que se sentiu quente, e quando percebeu que algo tinha dado errado, começou a rolar na grama, e se jogou na piscina para apagar o fogo. A mulher recorda ainda dos amigos [VIDEO] gritando desesperados.

Os médicos foram acionados rapidamente, e cada segundo poderia ser crucial no salvamento de Jo. Os médicos temiam por uma parada respiratória, mas ela lutou para se manter viva todo o tempo.

Jo Robinson possui um estúdio circense em Ballyclare na Irlanda do Norte, e diz que sair vida do incidente foi muita sorte. Contudo ela diz estar em situação delicada, pois seu seguro médico não cobre acidentes com fogo, e sua conta médica já ultrapassa 24 mil dólares.

Foto de Jo Robinson em sua recuperação após o acidente

Questionada sobre o improviso [VIDEO], ela afirmou que é muito cautelosa quando está fazendo o número com fogo, mas que no momento que colocou o óleo na boca não conseguiu senti-lo.

Publicidade

Mesmo assim ela resolveu dar continuidade, e acabou dando no que deu, em um grave acidente. Jo disse que utiliza a parafina líquida no número, que por ser mais espessa ela consegue ter o controle do que é cuspido para fora de sua boca.

Ela relata foi para uma unidade especial para queimaduras, e que sentiu muita dor quando precisou tomar um banho específico para remover a pele queimada e favorecer o processo de cicatrização.

"Essa foi a dor mais horrenda. Eu tenho um limiar de dor muito alto, mas nunca senti uma dor assim. Isso é o que me faz perder o sono à noite", disse ela.

A mulher ficou por quase duas semanas hospitalizada [VIDEO]por causa do risco de infecção e dificuldades de respiração, ocasionada pelas queimaduras em seus pulmões.

Casada com David Trenjer, Jo tem três filhos, Nikita, Sacha e Kaden.

Ela encontra-se em casa se recuperando, mas diz que os danos mais que exigem mais tempo, são os psicológicos. #Jo Robinson fogo #soprando fogo