Publicidade
Publicidade

David Jeffers foi condenado a mais de dez anos de prisão, após um fetiche muito louco dar errado. David adorava usar armas no momento do sexo com as amantes. A mulher não pôde ter seu nome identificado devido à bizarrice da situação.

Durante a realização da fantasia sexual, em um hotel, algo deu muito errado e a mulher [VIDEO] que tinha relacionamento com David quase faleceu.

Homem dispara tiro na parte íntima da amante durante fantasia sexual

Jeffers foi contratado pela vítima para um encontro. Durante a relação, o casal fez uso de uma espingarda. No entanto, a #arma acabou disparando.

A mulher de 46 anos ficou com sua região íntima completamente desfigurada.

Publicidade

O sangue logo tomou conta de todo o quarto. O caso aconteceu na cidade de Manchester, na Inglaterra.

Vítima que levou tiro durante ato sexual ficou com lesões para sempre

A vítima, apesar de sobreviver, ficou muito mal. Ela teve sérias lesões não apenas na sua genitália, mas também na bexiga e todo o seu sistema reprodutor. As lesões vão perseguir a mulher, que aceitou a brincadeira muito louca, por toda a vida.

O homem condenado a dez anos de prisão, disse que tudo não passou de um acidente. Jeffers, que tem 47 anos, lembrou que os dois haviam concordado em praticar a brincadeira e até mostrou mensagens de texto que comprovariam isso.

Antes de tiro, casal de amantes bebeu todas e usou droga

David e a companheira teriam consumido muito álcool e também droga durante o ato sexual, o que explica o fato deles terem esquecido um detalhe importante, a arma estava carregada.

Publicidade

Diante do tribunal, Jeffers assumiu a culpa, mas manteve a justificativa que o tiro foi acidental.

Ao ver que tudo havia acabado mal, ele ligou para a recepção do hotel e clamou por ajuda. Em seguida, desesperado, apenas começou a correr para fora do local, a fim de pegar um trem e voltar para casa.

'Vou morrer', dizia mulher que levou tiro na genitália durante ato sexual

Um funcionário do hotel entrou no quarto e viu a mulher completamente nua e cheia de sangue. Quase desmaiando, ela dizia que estava em agonia e que iria morrer. No entanto, em uma cirurgia feitas às pressas, a mulher conseguiu sobreviver.

No hospital, ela disse que o seu #Amante era um ‘’homem muito ruim’’. O tribunal inglês entendeu que, de fato, o homem deveria ter dado mais atenção à mulher, após o acidente. Por isso, ele foi condenado. juiz conclui esse caso dizendo que se tratava de "uma fantasia sexual com terríveis consequências".