Publicidade
Publicidade

O abuso infantil é errado em tantos níveis e, nesta história, fica ainda mais grosseiro, já que foi cometido por um irmão e irmã juntos. Conforme informações do portal de notícias do jornal britânico Metro, Matthew David anos Thatcher, de 26 anos, e sua meia-irmã Emily Thomson, de 18 anos, juntamente com Mandy Wright, foram condenados depois de confessar 36 acusações de abuso sexual [VIDEO] contra menores de 16 anos.

Segundo o portal, também foi mencionado que os irmãos enviaram mensagens gráficas sobre seus abusos e discutiram o planejamento dos crime. A juíza Eleri Rees, de Cardiff, no País de Gales, disse: "As imagens e mensagens mostraram um desprezo descuidado pelo bem-estar das crianças".

Publicidade

A #Polícia do País de Gales informou que centenas de fotos de abuso infantil foram encontradas com os três acusados e dezenas delas são consideradas categoria A, a mais alta. Nas palavras de Eleri Rees, Thatcher foi descrito dessa maneira: "Ele desceu nos lugares mais escuros. Ele descobriu que ele era capaz de fazer as coisas mais terríveis. Ele estava preso em algo que achou muito difícil de sair. Foi uma coisa terrível que aconteceu. Algumas crianças foram abusadas ao ponto de chorarem como se não pudessem respirar e os exames médicos de uma das vítimas confirmaram abuso sexual [VIDEO]crônico".

Os três foram presos depois que Thatcher foi pego tendo uma conversa no Facebook com alguém que ele achava que era um garoto de 14 anos. As mensagens, de acordo com a promotora Suzanne Thomas, imediatamente se tornaram "sexuais" e o acusado marcou um encontro com o interlocutor.

Publicidade

Ele foi preso quando chegou ao local. Thatcher foi condenado a 26 anos depois de ter sido acusado de 15 ofensas incluindo estupro e agressão sexual de uma criança, enquanto Emily foi acusada de 16 acusações e recebeu uma pena de 12 anos. Mandy Wright, que recebia imagens dos crimes cometidos, foi condenada a sete anos de prisão.

A detetive Karen Thomas, da polícia do País de Gales, compartilhou: "Hoje, Matthew Thatcher, Emily Thomson e Mandy Wright receberam longas e merecidas penas pelo que são crimes abomináveis, que tiveram um impacto devastador sobre suas vítimas [VIDEO]. Absorver os detalhes e a natureza do abuso cometido por esses indivíduos têm sido prejudicial para até mesmo os profissionais mais experientes envolvidos na investigação.”

Ela completou que “gostaria de aproveitar esta oportunidade para elogiar publicamente a bravura das vítimas neste caso, elas experimentaram coisas que ninguém deveria suportar". Além disso, durante o julgamento, Emily Thomson admitiu estar apaixonada por seu meio-irmão e ela não o vê como sendo seu parente. #irmao #Europa