Publicidade
Publicidade

Uma tragédia incrível aconteceu em um hospital na #Espanha, quando uma recém mamãe morreu em um acidente inacreditável. Rocio Cortes Nunes, de 26 anos, havia acabado de dar à luz uma menina, quando morreu na transferência de sala. O caso seria bizarro não fosse ele tão trágico. O marido de Rocio ainda escutou o som do elevador se fechando e cortando sua esposa em dois.

A família está desolada com semelhante tragédia, que deixou órfãs de mãe a três meninas, de quatro anos, três e a recém nascida. O hospital de Sevilha já lamentou a tragédia, enquanto uma investigação já está em andamento. Tudo parecia perfeito para esse casal, que foi a Sevilha, no sul da Espanha, para receber sua terceira filha.

Publicidade

Até aí tudo correu como planejado e a menina nasceu de cesariana, como previsto.

Foi após o parto, quando Rocio já estava acordada da anestesia, que se deu o acidente. Um maqueiro estava transportando essa mãe [VIDEO]da sala de cirurgia para o quarto da #Maternidade, quando aconteceu algo estranho com o elevador. A porta ficava abrindo e fechando e o elevador não saía do lugar, até o momento em que o maqueiro resolveu tirar Rocio desse elevador. Aí tudo correu mal, o elevador se moveu e Rocio foi cortada em dois, de acordo com os primeiros relatos desse incidente.

O marido, José Gaspar, a esperava com outros familiares quando de repente ouviram um enorme ruído do elevador, de acordo com a mídia local. Mas, só mais tarde é que eles souberam que foi Rocio quem ficou presa no elevador, com a cabeça encravada.

Publicidade

Supostamente, seus pés ficaram pendurados no eixo do elevador depois que a máquina começou a se mover para cima e o maqueiro não teve tempo de puxá-la para segurança. Os bombeiros precisaram de quase duas horas para libertar o corpo de Rocio após o incidente, mas já não foi possível salvar sua vida.

A família de Rocio disse à Europe Press que eles estavam se sentindo "quebrados" e "devastados" por sua morte. Falando ao jornal espanhol ABC, o marido José disse que a tragédia o deixou sem chão, acrescentando: "Isso não pode acabar assim. Dessa vez foi Rocio, mas amanhã poderia ser outra pessoa".

Juan Manuel Cortes, o pai de Rocio estava igualmente arrasado, após descobrir que sua filha havia morrido. "Eles mataram minha linda filha, a alegria da minha vida, e eles deixaram três meninas sem sua mãe", disse o pai, ainda sem conseguir acreditar em tão grande tragédia.

Quando Rocio morreu, a bebê já não estava no hospital, mais uma informação que marido e familiares não receberam. Ela estava a caminho de um hospital diferente para receber tratamento para uma condição cardíaca, nesse momento.

Publicidade

Ela ficou nesse hospital por mais um dia, mas está se recuperando bem. De acordo com um funcionário do hospital, foi a sorte dessa menina: "Se eles não tivessem levado a bebê para outro hospital, ela poderia ter sofrido o mesmo destino, porque eles sempre colocaram recém-nascidos no peito de sua mãe, mesmo quando tenha sido uma cesariana".

Sua família já apresentou uma reclamação formal a um tribunal, que investigará a tragédia. #Bebês