Publicidade
Publicidade

Em 15 de agosto, a Blasting News publicou com exclusividade no Brasil, relatos de moradores da praia de East Beach, no estado de Rhode Island (#EUA), sobre uma estranha estrutura no fundo do mar [VIDEO], a poucos metros da areia.

O assunto repercutiu entre os habitantes. Na época, Peter Brockmann, que monitora a praia e preside a Associação de East Beach, procurou diversas autoridades para elucidar o mistério.

Contudo, ele continuou não identificado, apesar de alguns acreditarem se tratar de um instrumento da Marinha com finalidade de monitorar as correntes e o fluxo de sedimentos subaquáticos (acústico Doppler).

Porém, nem mesmo as 100 pessoas reunidas no local, às 10 horas de hoje, para assistir uma escavadeira remover a peça, a 6 metros de distância da beira da praia, saciaram a curiosidade acerca da situação.

Publicidade

Ela ainda continua desconhecida. As informações são do jornal local Westerly Sun – confira a manchete.

Depois de 45 minutos de aflição, a remoção foi concluída. Ao invés de sair inteiro, partes do objeto foram retirados, e ele era maior do que os habitantes supunham.

O tamanho do instrumento foi o principal fator para refutar a ideia de ele pertencer a Marinha dos Estados Unidos [VIDEO]. Segundo Peter Brockmann, cientistas disseram que o aparelho deveria medir entre quatro e cinco pés (1,5 metro) de comprimento.

Todavia, a enigmática peça media em torno de 8 a 10 pés (2,4 a 3 metros). "Então, o mistério não está resolvido.Ainda não sabemos o que é", argumentou o presidente da Associação de East Beach.

Publicidade

Na época da descoberta, Brockmann recorreu a experientes indivíduos à procura de respostas. Conversou com oficiais da Marinha aposentados, o dono do porto, pescadores e cientistas locais da Universidade de Rhode Island. As respostas eram sempre as mesmas: desconhecido.

"Foi uma grande distração, e foi divertido e muito interessante. Falei com muitas pessoas experientes. Muitas pessoas estão interessadas e querem saber o que é isso ", disse Brockmann ao Westerly Sun.

Como se não bastasse a incógnita em torno da peça, o suspense aumentou ainda mais depois dela ser levada para um local não revelado.

Embora a reportagem não especifique os responsáveis por esconder o objeto do público, é provável que o governo tenha sido o autor.

Publicidade

Afinal, nem mesmo o homem à frente de tudo teve permissão para estudar o mecanismo.

A Brockmann, só restou a seguinte declaração: “Talvez alguém veja uma foto ou um vídeo e entre em contato conosco para dizer o que é".

Tudo indica que nunca saberemos a procedência do estranho objeto de Rhode Island.

#Bizarro #enigma