Não é novidade que o tráfico e sequestro de pessoas está mais ativo do que nunca. Mas só nos damos conta disso quando aparecem notícias nos telejornais.

Dessa vez, o caso não foi diferente, mas o sequestrador foi bastante ousado. Ele colocou a vítima à venda na Internet.

O caso aconteceu há alguns meses, mas só foi divulgado nesse sábado (05).

Uma #modelo britânica de 20 anos foi drogada e sequestrada enquanto passeava perto da estação central de Milão.

A modelo ficou em cativeiro do dia 11 até 17 de julho, mas só agora a polícia italiana revelou o caso.

A moça, que não teve sua identidade exposta, caiu em um golpe. Ela pensou que participaria de uma sessão fotográfica em Milão.

Publicidade
Publicidade

Porém, ao chegar no suposto set de fotografia, a modelo foi drogada e colocada dentro de uma mala. Quando acordou, a jovem estava na fronteira da França, em Valli de lanzo, em uma casa.

O sequestrador, um polonês, Lucasz Pawel Herba de 30 anos, fez uma confissão chocante aos agentes.

O homem teria colocado a moça à 'venda' num site na Internet por 300 mil euros em bitcoins (moeda vurtual), esse seria o resgate para a família ter a jovem de volta.

Mas o plano do sequestrador não deu certo, já que, ninguém pagou o 'resgate' o polonês simplesmente deixou a modelo no consulado britânico agindo de forma suspeita.

De acordo com a polícia italiana, Lucasz Pawel Herba preparou o sequestro por meses. O polonês se disse integrante do grupo "Black Death Group", a organização atua na "Dark web". Porém, a polícia não tem provas de sua existência.

Publicidade

Nesse caso, a jovem modelo conseguiu voltar para casa intacta, já que o sequestrador não abusou física nem sexualmente dela.

Mas nem todos casos acabam bem assim. Quem não se lembra do caso da menina Madeleine #McCann? O caso do desaparecimento dela não foi solucionado até hoje.

Em uma entrevista recente, a babá da menina contou detalhes do que houve na noite do desaparecimento de Madeleine.

Ela disse que o complexo turístico em Portugal, já não parecia muito seguro nem mesmo para os funcionários.

A babá diz que achou um absurdo a polícia desconfiar dos pais de Madeleine, ela conta que estava lá e viu o desespero dos pais que procuravam até embaixo dos carros, chorando desesperadamente.

A mulher disse que a polícia portuguesa foi negligente, a babá espera que Madeleine esteja viva e que volte um dia.

Ela disse: "Ela pode ter sido levada para pessoas ricas sem filhos, e estar muito bem".

Esses foram apenas dois de dezenas de casos que acontecem todos os dias pelo mundo. #vitima