Publicidade
Publicidade

Uma história impressionante, digna de filme ou livro, aconteceu de verdade no estado do Alabama, nos Estados Unidos. Uma #Mulher passou 22 dias perdida numa #selva, sobrevivendo em situação precária e correndo vários riscos.

A história começou quando a jovem Lisa Theris, de 25 anos, desapareceu, e sua família iniciou uma busca incansável junto com a autoridade local.

Então uma motorista que dirigia nas proximidades da floresta Migland percebeu uma movimentação em um arbusto.

Assustada, ela ligou para a polícia, que se deslocou até o local para checar a ocorrência. Foi então que encontraram Lisa, 22 quilos mais magra e muito queimada do sol e com ferimentos causados por arranhões de galhos e picadas de insetos.

Publicidade

A jovem não trazia nenhum pertence consigo além da roupa do corpo, já bem rasgada e deteriorada. Ela então foi encaminhada para um hospital, e sua impressionante história veio à tona.

Veja o que aconteceu com a garota, e como ela sobreviveu tanto tempo sozinha

A garota havia desaparecido no dia 23 de julho, e desde então as buscas por seu paradeiro começaram. Somente depois que ela foi localizada é que a história enfim se esclareceu.

Os policiais contaram que a garota estava na companhia de dois homens no dia de seu desaparecimento. O que aconteceu é que eles caminhavam pela região da floresta quando os dois cidadãos decidiram invadir e roubar uma cabana de caçador.

Por não querer participar o crime, Lisa correu para fugir e se esconder, e acabou se perdendo na floresta. Ela então passou a se alimentar de frutas e cogumelos selvagens, que foi o que a manteve viva.

Publicidade

As investigações foram conduzidas por um xerife chamado Rodgers, e ele confirmou que Lisa não sabia do plano ardiloso dos homens, e que por isso se perdeu.

Os dois companheiros foram identificados como Randall Oswald e Manley Davis, e foram detidos após a declaração da menina.

Ladrões faturaram mais de 40 mil dólares em roubos

A polícia americana calculou que os dois conseguiram faturar cerca de 40 mil dólares no saque da cabana de caçadores. Eles então foram acusados pelo crime, e também respondem por serem testemunhas do desaparecimento da jovem, e não terem dado as devidas informações.

Em sua declaração, Lisa disse que sobreviveu se alimentando das frutas e dos cogumelos, além de tomar água em poças e em um rio. Ela ainda disse que ficou se movimentando o dia inteiro, muitas vezes em círculos.

As costas, os braços e as pernas da menina estavam completamente feridos tanto por picadas de insetos quanto por arranhões adquiridos em sua peregrinação pela floresta.

Embora ela ainda tenha que dar alguns depoimentos sobre o caso, a polícia priorizou os cuidados com a debilitada saúde da moça, e garantiu que só vai procurá-la depois da recuperação. Ela então voltou para a sua casa em Lousville.

#Sobrevivência