Imagina uma mulher descobrir apenas adulta que não tem o principal para ser considerada uma mulher, a vagina. Foi isso o que aconteceu com a jovem Kaylle Moats, moradora do estado do Arizona, nos Estados Unidos. Aos 18 anos, ela achou que algo estava errado com ela e decidiu procurar um médico. Foi então que a moça descobriu que, simplesmente, não possuía pedaços importantes do seu órgão genital, para o seu pavor e o dos médicos.

'Não me sinto uma mulher', diz jovem que descobriu não possuir uma vagina

Atualmente, a americana está com 22 anos de idade. Ela conversou com o tabloide inglês 'The Mirror' sobre sua condição estanha e diz que está cada vez mais próxima de realizar o seu sonho.

Publicidade
Publicidade

Kaylle Moats quer apenas, assim como muitas garotas, sentir-se como uma linda mulher. Para isso, no entanto, ela precisará passar por uma completa cirurgia, que custa muito caro. Diferentemente do Brasil, onde o paciente, apesar da demora, consegue algumas cirurgias gratuitas pelo SUS (Sistema Único de Saúde), nos Estados Unidos a pessoa é obrigada a ter um plano de saúde ou bancar procedimentos médicos com dinheiro do próprio bolso.

Conheça a doença da americana que não tem vagina: síndrome é considerada raríssima

O objetivo da mulher agora é conseguir resolver o seu problema. De acordo com uma matéria da coluna 'Hora 7', do portal de Notícias R7, a americana nasceu com uma síndrome raríssima chamada MRKH (sigla para Mayer-Rokitansky-Kuster-Hauser): a condição fez com que ela nascesse sem colo do útero, útero ou abertura vaginal.

Publicidade

Isso explica o fato dela não ter menstruação. A doença já era conhecida da medicina, mas não é muito comum ela ser descoberta apenas na parte adulta da vida.

Falta de menstruação criou alerta para americana ir ao ginecologista e, aos 18 anos, ela ouviu o diagnóstico: 'Você não tem vagina'

Na entrevista ao tabloide britânico 'Mirror', Kaylee revelou que sentia que sempre houve algo errado em seu corpo, mas que o maior sinal mesmo veio quando ela já estava com 18 anos de idade. A sua irmã, seis anos mais nova, aos 12 anos, já estava menstruando e ela não. Foi então que a jovem decidiu ir ao ginecologista e tentar entender o que estava passando em seu corpo.

'Me incomoda muito', revela moça que descobriu não possuir a própria vagina

A jovem conta que isso sempre foi algo que lhe incomodou muito e que procurar ajuda médica foi a última esperança. O seu mal pode ser corrigido com uma cirurgia de quase R$ 50 mil. Até agora, a família já juntou pouco mais de R$ 10 mil. #Mulher sem vagina #americana sem vagina